V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Setembro Amarelo: caminhada chamou atenção à prevenção do suicídio

O objetivo foi apresentar soluções voltadas ao suicídio, começando pelo despertar ao assunto com caminhada e informações sobre o assunto entre os acadêmicos

às 22h53
Caminhada chamou atenção ao tema
Caminhada chamou atenção ao tema
Música para recepcionar os participantes da caminhada
Compartilhe:

O suicídio é um tema que muitas pessoas ainda têm medo e receio de debaterem. Contudo, manifestações voltadas a esse assunto acabam despertando um pensamento reflexivo positivo nos indivíduos com esse perfil, a fim de quebrar esse paradigma. Com isso, na tarde da quinta-feira, 20, o curso de psicologia da Universidade Tiradentes, realizou uma caminhada voltada a temática “Prevenção do Suicídio”, em alusão ao Setembro Amarelo. Outros cursos da área da saúde como, Enfermagem e Medicina apoiaram o acontecimento.

O intuito do evento foi chamar a atenção da sociedade acadêmica da instituição, para assim, falar da importância do cuidado com a saúde mental e de como o suicídio pode ser prevenido. De acordo com a professora Jamile Figueiredo, o problema é algo comum. “ É algo que infelizmente na academia está impermeável de pessoas com esses sintomas. Profissionais da área, inclusive da universidade podem tratar um suicida, desde que ele saiba onde buscar tratamento. Por isso o evento tem uma grande importância”, explica.

Ainda de acordo com a professora, a caminhada voltada ao suicídio foi a primeira, que por sua vez resultou em uma tarde divertida e produtiva. “No ano que vem pretendemos fazer outra caminhada, mas de uma forma unificada com os outros cursos. A gente precisa e pretende planejar uma intervenção e campanhas juntos, pois fortalece ainda mais o nosso discurso aqui dentro da instituição”, conclui.

Sabe-se que quando o sujeito pensa em cometer uma ação suicida, ele não planeja do dia para a noite, vários outros fatores fazem com o que esse indivíduo acabe buscando isso como uma solução. Segundo a aluna do 9º período do curso de psicologia, quando uma pessoa tira a vida, ela quer simplesmente acabar com o problema. “O suicida que já está com a mente doente, ver como saída o suicídio. Contudo, a caminhada teve como um dos lemas principais soluções voltadas para o transtorno do sujeito”, esclarece.

Atividades

Ao longo da passeata pelo campus Farolândia, os discentes ergueram cartazes com frases de efeito sobre a campanha de forma lúdica e divertida, com o propósito de chamar a atenção da comunidade acadêmica.  O acontecimento foi finalizado com a apresentação dos palestrantes Jaqueline Alves dos Santos, Débora Catarine Feitosa Santana e Bruno Madureira Jesus dos Santos, que falaram sobre prevenção do suicídio.

Compartilhe: