V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit promove intensa programação voltada para a preservação do meio ambiente


às 17h49
Compartilhe:
O secretário fala à platéia

O secretário fala à platéia

Tudo é possível desde que tenhamos consciência da necessidade de mudarmos os nossos hábitos. Pensando assim, a Coordenação de Extensão da Unit, através do programa Conduta Consciente, realiza vasta programação.

Durante o decorrer desta semana, a Coordenação do Programa Conduta Consciente da Unit realiza – nas dependências do Campus Aracaju Farolândia -uma intensa programação voltada a despertar na comunidade universitária a consciência para uma mudança de comportamento que resulte no despertar para a importância do desenvolvimento sustentável.

À frente desta tarefa, que representa uma das bandeiras da instituição, está a professora Luciana Rodrigues, profissional intensamente empenhada em fazer com que todos os projetos voltados para a questão ambiental possam ser postos em prática em prol da sociedade e com a sua imprescindível participação.

A coordenadora do Programa Conduta Consciente diz que este é um primeiro momento e ele está sendo criado para o estreitamento dos laços entre os alunos e professores em prol de um único objetivo, que é a consciência  da sustentabilidade.

Assim é com a exposição de peças artísticas confeccionadas com sucata, inaugurada na segunda-feira, 1º abril, no minishopping e que conta com a parceria de entidades como Ecoar/ Oficina de Papel/ Care/ Reciclaria/ Instituto Mamíferos Aquáticos/ Gacc. Com a realização de oficinas de reciclagem também no minishopping e com palestras como a que foi realizada na noite dessa terça-feira, dia 2, no Auditório Padre Melo. Proferida pelo secretário de Estado do Meio Ambiente, Genival Nunes tratou do tema – O desfio da sustentabilidade na gestão pública – para uma plateia formada por um público de alunos de diversos cursos, bastante interessados.

Denison Alexandre, atento à fala do secretário

Denison Alexandre, atento à fala do secretário

Em sua fala, o secretário destacou a Política Nacional de Resíduos Sólidos, considerando que o lixo representa hoje um grande problema mundial e com o Estado de Sergipe a situação não é diferente. Ele mostrou à plateia o que o Estado tem de fazer em prol da sustentabilidade e lembrou que ela, a rigor, só existe a partir da consciência humana, ou seja, a partir de uma consciência ambiental. “É aquilo que eu chamo de alfabetização ambiental. O ser humano é, por natureza, um analfabeto ambiental porque desconhece a lógica da dinâmica da natureza”, comenta o secretário.

O palestrante afirmou também que o Estado vem trabalhando muito desde 2010 em favor da política estadual de resíduos sólidos, baseada na política nacional que tem como mote a reciclagem. “Ela parte da observação da necessidade de inserção do ser humano catador, construindo uma cadeia de reciclagem, compostagem e logística reversa, tendo como ponto final a produção de rejeito e não de resíduo (uma vez que os resíduos são aproveitáveis) e aquele rejeito disposto no aterro sanitário”, explica Genival.

Ao participar da palestra, o professor e diretor adjunto de Graduação, Evandro Duarte, ressaltou que deve existir uma preocupação constante da universidade  com o tema, uma vez que ela trabalha no sentido de formar profissionais conscientes da realidade sobre o meio em que ele habita. “Não possuímos outro planeta. Portanto, temos de cuidar bem deste em que habitamos e cada vez mais formar profissionais conscientes com as suas ações para com o meio ambiente”.

O aluno do terceiro período de Recursos Humanos, Denison Alexandre da Silva, destaca a importância do tema abordado durante a palestra para uma plateia formada basicamente por jovens que irão construir o futuro do País. “Esses jovens, apenas pela mídia, talvez não despertassem a consciência da preservação. Por este motivo, acho que a universidade cumpre o seu papel informativo na condição de implantadora de ideias que favoreçam o aprimoramento e a maturidade do cidadão naquilo que ele mais precisa que é cuidar do ambiente em que ele vive”, afirma o acadêmico.

Professora Luciana Rodrigues, empenhada no programa Conduta Consciente

Professora Luciana Rodrigues, empenhada no programa Conduta Consciente

Integra também a programação, a realização de um concurso cultural onde os alunos podem produzir um vídeo de até um minuto, falando sobre a redução do consumo da sacola plástica. O concurso é uma campanha mobilizada pelo Ministério do Meio Ambiente e tem como tema “Saco é um saco”. Para participar, os alunos interessados devem conhecer o regulamento acessando o site https://portal.unit.br/login_de_teste/fique_atento/vw/1/itemid/6953.aspx?skinsrc=%5bg%5dskins%2f%5bunit%5dnoticias%2fnoticiasfiqueatento

Fotos – Marcelo Freitas

Compartilhe: