V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit sedia o Forensic Nurse Examiner

Profissionais e estudantes da Enfermagem discutem num curso internacional a possibilidade de implantar no Brasil a Enfermagem Forense

às 17h40
Prossegue nas dependências do Campus Farolândia o Forensic Nursing Sciende in Brasil. Trata-se de um curso internacional, com carga horária de 50 horas, realizado pela Associação Brasileira de Enfermagem Forense – ABE Forense, em parceria com a Universidade Tiradentes através da sua Direção de Saúde e Coordenação de Enfermagem.
Composição da mesa durante o momento da abertura do curso
Composição da mesa durante o momento da abertura do curso
Carolai Nascimento é especialista em Saúde Pública
Doutor Albino Gomes, Consultor Internacional de Enfermagem Forense e Doutorando Ciências Forenses
Compartilhe:

A abertura oficial realizada na manhã dessa segunda-feira, 1º de junho, no Teatro Tiradentes, contou com transmissão simultânea para os demais países da América Latina e Europa.

Ministrado pelos consultores e professores internacionais Albino Gomes (Portugal); Virgínia Lynch, da Universidade do Colorado (EUA); e Jamie Ferrel da Universidade de Rochester, o Forensic Nursing Science in Brazil acontece até o sábado, 6, e é o primeiro curso realizado na América Latina destinado a profissionais enfermeiros e acadêmicos concludentes da especialização.

“Venho trazer uma nova metodologia e informações que possam ajudar os enfermeiros brasileiros a montarem neste País tão carente dessa ação, a Enfermagem Forense” salienta o professor e coordenador do curso de Pós-Graduação em Enfermagem Forense e consultor português, Albino Gomes, ao afirmar que o primeiro passo é fazer com que os profissionais conheçam o que é a Enfermagem Forense.  “O segundo passo é organizar para que os Enfermeiros criem normas e procedimentos que sejam posteriormente discutidos com o governo e com as unidades de saúde onde poderão desempenhar suas atividades”, complementa o doutor Albino.

Na Europa, foi adaptado o modelo do sistema utilizado pelos Estados Unidos respeitando-se a legislação dos países ali existentes e permitindo aos profissionais atuarem em duas grandes áreas: os crimes sexuais e os maus-tratos infantis. “Começamos a criar um protocolo de intenções para os crimes sexuais e protocolo de intenções para proteção e adoção de crianças. E é por aí que o Brasil tem que começar”, sugere o doutor Albino Gomes, especialista em Medicina Legal e Ciências Forenses.

Carolai Nascimento Cerqueira é egressa da Unit e considera a oportunidade de realizar o curso como uma excelente chance de exercitar sua profissão num campo novo de atuação. “A Unit oferece sempre novos cursos e propostas que atraem a atenção da sociedade e esse curso, sendo novo e tendo o apoio da instituição, representa mais uma chance para o profissional se especializar e atuar”, pondera a egressa que possui especialização em Saúde Pública.

“Durante a nossa jornada de Enfermagem, realizamos a primeira conferência sobre a Enfermagem Forense e hoje estamos recebendo os precursores do tema no mundo. Nosso objetivo é ampliar o exercício profissional com a oferta de mais uma área de atuação”, sugere a coordenadora do curso, professora Maria da Pureza Ramos de Santa Rosa.

A docente lembra que a Enfermagem já ocupa o cenário atuando quando recebe um paciente que é vítima de violência. “O que desejamos é aperfeiçoar no sentido de começarmos a pensar nos protocolos, na regulamentação, na lei, na atuação direta e efetiva do profissional, com o reconhecimento da sua atuação nesses ambientes”, conclui a professora Pureza.

Acompanhe a programação no site do evento.

Fotos – Marcelo Freitas e Josúe Messias

Compartilhe: