V E S T I B U L A R UNIT
MENU

A gerontologia e sua importância no cuidado com os idosos

Profissional explica o papel do gerontólogo, profissão recente e cada vez mais recrutada diante do envelhecimento da população

às 14h34
Foto: Freepik
Foto: Freepik
Compartilhe:

Em estudo divulgado pelo relatório Consumer Health Prospects and Market Implications da consultoria Euromonitor International, aponta que o aumento da renda e melhores condições de educação e saúde estão fazendo com que a expectativa de vida global cresça em países emergentes e em desenvolvimento. No Brasil, a expectativa de vida tem passado dos 76, de acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com a população envelhecendo, urge a necessidade de especialistas e profissionais que façam um acompanhamento de maneira adequada para que essa fase da vida continue sendo prazerosa com uma qualidade de vida que os idosos merecem ter. É nesse momento em que a gerontologia se faz presente, profissão que estuda o processo de envelhecimento em suas dimensões biológica, psicológica e social.

Gerontologia e Geriatria

Embora os nomes sejam parecidos, gerontologia e geriatria são profissões completamente diferentes. O professor tutor do curso de Gerontologia da Universidade Tiradentes (Unit), Adelmax Pedral explica que enquanto a geriatria atua sobre os aspectos físicos, na promoção e cuidado de saúde ao indivíduo idoso, a gerontologia foca na promoção de bem estar, olhando tanto para as condições sociais, psicológicas, fisiológicas e até mesmo espirituais que permitem maior qualidade de vida às pessoas idosas.

“É importante deixar claro que tanto a gerontologia como a geriatria, o foco é o idoso. A geriatria atua diretamente como uma especialidade médica, o profissional formado em medicina faz a residência podendo prescrever medicamento e tratamento de patologias, já o gerontólogo atua na prevenção e no cuidado, onde precisam ter uma visão holística, olhar o idoso como um todo e auxiliar nesse processo de envelhecimento”, pontua Adelmax.

A importância da gerontologia e campo de atuação

A gerontologia é uma profissão que está em evidência, já que o Brasil hoje tem uma população em que 75% dela representa a fatia dos idosos. “Daqui a três anos teremos mais idosos do que crianças, até porque a taxa de fertilidade diminuiu, consequentemente aumentando a expectativa de vida. Esse envelhecimento precisa ser saudável e por conta disso o profissional precisa oferecer as condições necessárias como, exercícios e atividades físicas, optando por práticas naturais e saudáveis para que sejam evitadas as medicações mais a frente”, disse o especialista. 

O profissional em gerontologia, de acordo com Adelmax, está presente em diversos setores, uma vez que o seu papel na sociedade é fundamental.  “O gerontólogo pode trabalhar em hospitais, ONGs, instituições de longa permanência como, asilos, atendimento a domicilio, clínicas do setor público e privado, ou seja, é um campo de atuação muito amplo”, destaca.

Alguns exemplos de atuação do gerontólogo são:

Educação comunitária

O gerontólogo pode atuar como instrumento para trazer o idoso de volta à sociedade, suprindo uma insuficiência educacional. Assim, o trabalho poderá ser feito no sentido de desenvolver as pessoas que estão na terceira idade enquanto seres coletivos, atuando em sua emancipação. Isso tudo tem como resultado a melhoria de vida dos idosos, que são frequentemente excluídos da sociedade.

“Olhar para o idoso e perceber sua importância para sociedade, o que ele já contribui e o que ele contribui é uma ótima forma de enfraquecer esse preconceito. É importante termos profissionais que consigam quebrar esses paradigmas até mesmo dentro da própria família, onde muitas vezes é onde o preconceito mais prevalece”, afirma.

Reabilitação

Como muitos idosos apresentam queixa sobre perder sua autonomia, o gerontólogo poderá entrar em sua vida para fazer reabilitação. Neste caso, o atendimento é feito de um jeito mais humanizado, no qual o gerontólogo atua tanto na prevenção quanto na reabilitação do paciente. O objetivo é promover a independência funcional do idoso para as tarefas básicas do dia a dia.

Apoio psicológico

Também é papel do gerontólogo trazer ao idoso o bem-estar psicológico. Dessa forma, o psicólogo especialista em Gerontologia ajuda o idoso a passar com mais suavidade pelas transformações físicas, mentais e emocionais que acontecem com a idade. Dessa forma, saber lidar com a perda de mobilidade, de pessoas queridas e a aceitação do envelhecimento são alguns dos temas tratados pelo gerontólogo.

Graduação em Gerontologia

Buscar um curso de Gerontologia de qualidade é o passo mais importante para se tornar um bom profissional. A Universidade Tiradentes oferece a graduação na modalidade de Educação a Distância (EAD), que dura dois anos e apresenta uma grade curricular voltada para a formação holística.

“O curso é repleto de disciplinas que agregam a multidisciplinaridade, que trabalham a fisiologia e anatomia, além de disciplinas de cunho sociológico, psicológico voltadas para o convívio social. É uma grande curricular muito rica e extensa que exige do profissional um esforço para realmente poder lidar com o idoso da melhor forma. É uma ciência que agrega conhecimentos multidisciplinares e interdisciplinares, é um curso muito rico em termos de grade curricular”, infere.

Leia também: Gamificação e o EAD na dinamização do ensino

Compartilhe: