V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Conheça alguns cursos EAD que estarão em alta em 2023

A preferência e fortalecimento do EAD tem crescido entre os estudantes por uma variedade de fatores, como flexibilidade, redução de deslocamentos e o custo-benefício

às 15h26
Compartilhe:

Estar por dentro do mercado de trabalho é uma estratégia valiosa na hora de decidir qual carreira seguir, entretanto, também é importante estar atento aos cursos de graduação que estejam em alta. Graças a flexibilidade, autonomia e custo benefício da Educação a Distância (EAD), se tornou mais fácil ter acesso a esses cursos, que são uma ótima opção para quem já está no mercado e busca por uma especialização de qualidade.

A alta procura pelo EAD, de acordo com a gerente acadêmica EAD da Universidade Tiradentes (Unit), Karen Sasaki, está associada ao contexto de vida do aluno, além da flexibilidade intrínseca do EAD, as pessoas começaram a perceber que o aluno é capaz de aprender com mediação de tecnologia.  

“São pessoas que trabalham e precisam conciliar os estudos. Quem decide fazer uma transição de carreira simultaneamente ao que já atua, ou ainda quem está se qualificando em busca de uma promoção no emprego. Temos casos de pessoas que buscam a experiência do EAD por se sentirem mais autônomas. E, ainda, temos os alunos que vivem em áreas distantes de centros urbanos e o EAD é sua única alternativa de acesso ao ensino superior. São muitas histórias de vida envolvidas”, explica.

Além disso, o ensino a distância tem quebrado paradigmas e mostrado que sua qualidade é semelhante à do ensino presencial. “Melhoramos bastante na dimensão das tecnologias. Novos formatos com novas soluções destinadas a impulsionar a aprendizagem”, pontua a gerente.

Cursos EAD que estarão em alta em 2023

Segundo Karen, existe uma projeção de crescimento na área de saúde e uma expectativa grande para o curso de Direito, que ainda está em processo para ser aprovado pelo MEC, entretanto, alguns cursos já estão sendo visados para o próximo ano, como:

  • Engenharia de Software: a graduação EAD em Engenharia de Software é mais uma das carreiras em alta em 2023. Isso porque as pessoas estão cada vez mais dependentes de softwares para tudo. Hoje, é impossível ter um negócio sem depender de vários programas, como ERPs, CRMs e disparadores de e-mail, por exemplo.
  • Mídias Digitais: o Brasil conta com mais de 140 milhões de usuários de mídias digitais, fazendo deste um dos segmentos mais promissores para quem deseja fazer uma graduação EAD. Quem trabalha com mídias digitais domina estratégias, táticas e ações que têm por objetivo atrair, reter e engajar pessoas em diversas plataformas, como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, entre outras.
  • Processos Gerenciais em 2022, o Brasil bateu recorde de empreendimentos abertos. Segundo pesquisa do Sebrae e GEM, 25% da população adulta está envolvida com um empreendimento de até 3,5 anos de existência.  Dentro desta perspectiva, a graduação EAD em Processos Gerenciais é ideal para quem se identifica com atividades de organização, controle e qualidade. 
  • Gestão Financeira: embora a tecnologia tenha ganhado bastante destaque nos últimos anos, outras carreiras, mais ligadas à gestão, não perderam espaço. É o caso da gestão financeira. Ter uma boa saúde financeira é a base para que qualquer negócio prospere e, no contexto atual, sobreviva. Nesse sentido, o gestor financeiro tem se tornado um profissional ainda mais estratégico para as organizações.

EAD presente e futuro

Para a gerente acadêmica não existe distinção entre presencial ou EAD e o crescimento da modalidade será contínuo. “Todos os projetos pedagógicos precisam contemplar iniciativas que envolvem o uso de tecnologias para aprendizagem o que também envolve as tecnologias imersivas presentes em soluções de laboratórios virtuais, objetos de aprendizagem em realidade virtual e até mesmo espaços de aprendizagem no metaverso”, afirma Karen sobre o futuro do EAD,

Karen ainda ressalta que há muito investimento a ser realizado, tanto em desenvolvimento de tecnologias quanto de formação docente para uso aplicado. “Não significa que a educação será exclusivamente virtual e online. Acredito que a presencial continuará existindo com objetivos ressignificados e voltados para socialização e atividades aplicadas, do tipo mão-na-massa”, infere.

E para aqueles que pretendem ingressar na modalidade EAD, a gerente separou algumas dicas. “Permita-se experimentar uma nova forma de aprender; ao se matricular, procure saber quem fará parte da sua rede de apoio acadêmico: coordenador do curso, do Polo, nome dos professores-tutores; aprenda a usar as tecnologias: AVA (tanto a versão web quanto o app), ferramentas de comunicação e descubra o calendário acadêmico e como funciona o sistema de avaliação”, finaliza.

Leia também: Entenda porque investir no segmento educacional é tão vantajoso

Compartilhe: