V E S T I B U L A R UNIT
MENU

EAD como principal contribuinte na formação de professores no Brasil

94,13% dos pedagogos conseguem encontrar um emprego em sua área de formação, sendo uma área com excelente empregabilidade

às 12h40
Foto: Freepik
Foto: Freepik
Compartilhe:

De acordo com o Censo de Educação Superior 2020, divulgado em fevereiro de 2022 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) dos 3,7 milhões de ingressantes no ensino superior em 2020, 53,4% escolheram o Ensino a Distância (EAD), enquanto 46,6% optaram por cursos presenciais. Esse aumento reflete a necessidade de um novo público que precisa de uma flexibilização na oferta dos cursos.

Os dados mostram que as matrículas nos cursos da modalidade EAD já vinham crescendo muito antes da pandemia, mas foi durante o período pandêmico que o número triplicou. São diversos cursos presentes na modalidade. Dentre os mais procurados, está a graduação em Pedagogia, que tem se destacado com uma procura de 61% desde 2019.

A coordenadora operacional do curso de Pedagogia da Universidade Tiradentes (Unit), Catharine Prata, conta que esse crescimento se deve à inovação no mercado de trabalho, que tem exigido cada vez mais profissionais desta área com habilidades tecnológicas, onde muitas vezes o aluno adquire durante a graduação EAD.

 “As empresas que fornecem serviços educacionais têm procurado a atualização dos processos de ensino, o uso de novos recursos tecnológicos favorece à aquisição de uma aprendizagem significativa e prepara o discente para o mercado de trabalho cada vez mais moderno e competitivo”, explica a coordenadora.

De acordo com um estudo divulgado em 2021 pelo Mapeamento Education Technology (Edtech), desenvolvido pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups), em parceria com o Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB), o Brasil possui cerca de 566 startups de educação ativas, número 26% maior do que o registrado em 2019.

Os pedagogos, de acordo com a coordenadora, estão inseridos em todos os processos que envolvem os saberes pedagógicos e docentes. “Há uma perspectiva de atuação autônoma, inserindo-se inclusive na implementação de Startups, como é o caso do crescimento das Edtechs, pois muitos profissionais que atuam na área da Educação empreendem em projetos que vislumbram uma educação mais acessível e personalizada”, ressalta.

Já em um levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) 94,13% dos pedagogos conseguem encontrar um emprego em sua área de formação, sendo uma área com excelente empregabilidade. Todas as escolas precisam de pelo menos um licenciado em pedagogia para atuar na educação de base no processo de alfabetização de crianças. Assim, ao terminar a graduação, o pedagogo pode conquistar uma vaga na rede pública ou privada a educação (cada uma conta com um processo seletivo diferente).

Pedagogia EAD na Unit

O foco da graduação em Pedagogia é na habilitação do estudante para que ele entenda importantes conceitos e melhores práticas no campo da didática, permitindo que não só entenda o que é educação, mas também esteja capacitada para atuar ativamente na alfabetização de crianças e na educação de jovens e adultos. 

A matriz curricular do curso trabalha com diferentes conteúdos voltados para esse mesmo fim, como:

  • Psicologia da Educação;
  • Escrita, Alfabetização e Letramento;
  • Organização da Educação Brasileira;
  • Fundamentos e Metodologia do Ensino da Alfabetização;
  • Fundamentos e Metodologia da Educação Infantil;
  • Avaliação e Planejamento Educacional;

Dentre as inúmeras vantagens da graduação a distância, a modalidade possibilita que os alunos possam fazer uma gestão eficiente do próprio tempo, muitos conseguem trabalhar e manter a rotina de estudos. Além disso, os Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) estão cada vez mais atrativos e dialogam com a realidade do discente.

Leia também: Diferenças entre Engenharia de Software e Sistemas de Informação

Compartilhe: