V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Livros que todo estudante de Pedagogia deveria conhecer

A leitura, além de ser um hábito que traz aprendizado, também é uma excelente aliada para quem é estudante de Pedagogia e deseja investir em sua formação.

às 13h10
Estudante de Pedagogia, Ruana Santana
Estudante de Pedagogia, Ruana Santana
Compartilhe:

A graduação de Pedagogia exige um conhecimento teórico profundo sobre as diversas metodologias e práticas de ensino, e a leitura constante é essencial em grande parte dessa jornada acadêmica para o desenvolvimento profissional daqueles que atuam na área. Dessa forma, para se tornar um pedagogo qualificado, é indispensável procurar outras fontes de conhecimento além das adquiridas em sala de aula.

Muito é mencionado o quanto a educação transforma e como a leitura é o elemento principal dessa transformação, ou seja, o aluno que busca aprofundar esse conhecimento se destaca no mercado de trabalho e passa a ter um olhar diferenciado para com o público o qual ele irá trabalhar. 

A estudante do 8º período de Pedagogia da Universidade Tiradentes (Unit), Ruana Santana estuda na modalidade de Educação a Distância (EAD) e conta que sua escolha se deve a facilidade em administrar sua rotina de forma mais prática. “Escolhi o EAD porque combinava mais com minha rotina de trabalho. A vantagem é que é possível organizar o horário de estudo de acordo com o tempo disponível, e em qualquer lugar sem precisar ir todo dia no polo”, explica.

Ruana conta que alguns dos assuntos estudados durante o curso são voltados à área da educação como: metodologias, teoria, legislação voltada à educação, documentos, processos de aprendizagem do aluno, etapas de desenvolvimento infantil, dentre outros. Ou seja, são assuntos que envolvem muita leitura. Pensando nessa importância, a aluna indica três livros essenciais para todo estudante de Pedagogia, sendo eles:

  • Os quatro temperamentos na educação dos filhos (Italo Marsilli): Há muitos motivos pelos quais é importante abordar o tema dos quatro temperamentos. Talvez o principal deles seja que muitos pais, famílias e professores se deram conta de que ele pode ser bastante eficaz como ferramenta de educação. “É um ótimo livro que aborda as características dos quatro temperamentos humanos e nos ajuda a saber qual método de ensino funciona melhor para cada criança”, pontua a estudante.
  • Educar na realidade (Catherine L’Ecuyer): A autora propõe uma reflexão sobre a educação e o lugar que ocupam, ou deveriam ocupar, as chamadas novas tecnologias no processo educativo de crianças e adolescentes. “Segundo a autora, neste livro ela aborda a nocividade das telas à aprendizagem do aluno e de como a tecnologia deveria ser usada para o ensino em sala de aula”, explica Ruana.
  • Educar na curiosidade (Catherine L’Ecuyer): Dedicada para pais e professores, a obra fala sobre a importância da curiosidade na infância, discute o vício das crianças pela tecnologia, chama a atenção para o perigo dos estímulos em excesso e reforça as relações afetivas que os pequenos desenvolvem com os cuidadores. “Já neste livro ela aborda a questão de desenvolver a curiosidade da criança durante o ensino, incentivando o pensamento e a autonomia do aluno”, conta.

Leia também: Ferramentas síncronas e assíncronas: como são aplicadas no EAD

Compartilhe: