V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Número de matrículas em cursos EAD não para de crescer

Os dados são do Mapa do Ensino Superior no Brasil 2022, que apresenta dados gerais do setor no país, de instituições de ensino superior (IES) privadas e públicas

às 19h59
Compartilhe:

Desde o início da pandemia do novo coronavírus por volta de 2019 para 2020, as matrículas no ensino superior na modalidade de Ensino a Distância (EAD) cresceram 7,7 pontos percentuais, saltando de 19,1% para 26,8%. Em contrapartida, as matrículas para cursos presenciais diminuíram 5,6 pontos percentuais, chegando à queda de 9,4% em 2020.

O levantamento é do Mapa do Ensino Superior no Brasil 2022, que apresenta dados gerais do setor no país, de instituições de ensino superior (IES) privadas e públicas, e realizado pela Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação (Semesp). Segundo o que foi apurado no estudo, esse novo cenário foi resultado dos impactos do primeiro ano da pandemia de Covid-19, onde as pessoas precisaram aderir de forma obrigatória às tecnologias para dar continuidade aos estudos.

Entretanto, o ensino remoto foi uma oportunidade para que as pessoas entendessem que o EAD pode ser sim a solução para concluir a graduação e realizar o sonho de ter um ensino superior sem perder a qualidade da educação e do aprendizado. Além desses fatores, muitos encontraram nesse formato inúmeras vantagens como:

Flexibilidade: O aluno não precisa estar presente na sala de aula em horários fixos, já que ele pode adaptar o ritmo da graduação à sua rotina e estudar a hora que quiser, da forma que quiser, no local que quiser. O que conta no ensino a distância, é a participação no ambiente virtual de aprendizagem, pontualidade nos trabalhos e na data combinada das avaliações 

Economia: Por não ocupar um espaço físico em tempo integral, os cursos EAD são mais baratos que os cursos presenciais tradicionais. Além da mensalidade acessível, o estudante não tem que arcar com os custos extras de estudar presencialmente, como transporte, alimentação e, às vezes, moradia (quando precisa mudar de cidade para estudar, por exemplo).  

Protagonismo do aluno no processo de ensino-aprendizagem: Por proporcionar ao estudante um papel ativo no ensino, o aluno torna-se protagonista no seu processo de ensino-aprendizagem, determinando seus horários de estudo, onde ele pode rever as aulas e o conteúdo quantas vezes desejar, pesquisar materiais extras e utilizar quaisquer métodos que possam potencializar o seu aprendizado de acordo com o seu perfil.

Reconhecimento no mercado de trabalho: Esse reconhecimento é um dos ganhos para quem investe na faculdade EAD, já que devido às transformações digitais e as mudanças na sociedade e no mercado, existe uma valorização cada vez maior de quem está adaptado ao meio virtual. Portanto, os alunos do ensino a distância se destacam no mercado de trabalho, pois possuem competências requisitadas pelos recrutadores, como facilidade com o trabalho online e remoto.

Leia também: Maioria dos professores no Brasil são formados pelo EAD

Compartilhe: