V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Paimi comemora o dia do folclore

As manifestações que emergem da sabedoria popular vão se consolidando com o passar do tempo e, quando preservadas, representam a identidade de um povo

às 18h12
O Programa de Atenção à Melhor Idade reúne 60 senhoras nas dependências da Unit para o desenvolvimento de atividades recreativas e ocupacionais destacando a capoeira como atividade recreativa adaptada.
As emoções vivenciadas
As emoções vivenciadas
O professor Delson e um dos seus alunos
O corpo em movimento
Compartilhe:

Sempre motivadas por ações que resgatam e preservam a cultura, as “meninas da terceira idade” – como são carinhosamente chamadas entre si e por quem as acompanha nos encontros semanais – tiveram na tarde dessa terça, 22, um motivo a mais para se reunir.

O encontro ocorrido no minishopping do Campus Farolândia foi para comemorar com despojamento e energia o dia do folclore. Na pauta, uma atividade de capoeira monitorada pelo professor de Educação Física Delson Lustosa de Figueiredo e por alguns dos seus alunos.

“É importante prestigiar o dia do folclore com as atividades que estamos desenvolvendo no Paimi, mais especificamente a capoeira, que representa uma importante manifestação da cultura popular e é reconhecida pela ONU como patrimônio universal e brasileiro”, aponta o professor Delson. Ele lembra que a ideia é promover uma atividade física abrangente e fisiologicamente positiva entre as idosas.

“Além da atividade que proporciona nas senhoras integrantes do Paimi mobilidade, ações comemorativas são sempre motivo de elevação da autoestima”, lembra a coordenadora do grupo, professora Zulnara Mota. Ela ressalta a importância da sociabilização. “Recebemos idosos com depressão e idosos que, mesmo tendo familiares, às vezes por problemas de saúde (a exemplo da falta de audição), se sentem impossibilitados de um melhor diálogo, o que termina por levar a uma sensação de marginalização”, explica a professora Zulnara.

Compartilhe: