V E S T I B U L A R UNIT
MENU

18° edição do Conadi discute mudanças no Código de Processo Civil

Conaid segue até a sexta-feira, 20, com palestras com juristas renomados no País, apresentações de trabalhos científicos e minicursos

às 20h44
Compartilhe:

Em sua 18° edição, o Congresso Nacional de Direito – Conadi – atraiu acadêmicos de Direito, egressos e profissionais da área ávidos por conhecimento e atualizações no Código de Processo Civil. O evento, que teve início nesta quarta-feira (18), segue até a sexta-feira, 20, com palestras com juristas renomados no País, apresentações de trabalhos científicos e minicursos.

De acordo com o coordenador do curso de Direito, Mário Jorge Fortes, o tema desta edição “Estado e Sociedade na tutela dos direitos fundamentais’ perpassa todas as áreas do Direito.

“Dividimos o evento em suas três perspectivas: produção e apresentação de trabalhos científicos, minicursos de atualização jurídica e palestras. Queremos trazer uma diversidade de discussões em direitos humanos passando por todas as áreas como civil, trabalhista, penal, tributário. Dessa forma, poderemos compreender o que está acontecendo na sociedade atual e tudo que possamos fazer em prol das prerrogativas dos direitos conquistados”, declarou, informando que o evento alcançou mais de dois mil inscritos e é um diferencial entre eventos da área de Direito.

Um dos palestrantes da primeira noite foi o advogado e professor Marcelo Ribeiro. Autor de um dos livros mais lidos sobre Processo Civil, Ribeiro trouxe temáticas apresentadas no volume como a análise da relação direta entre Estado, Democracia e Ordenamento Jurídico.

“Meu volume único é fruto de três anos de pesquisa desenvolvida no mestrado, doutorado e pós-doutorado. Traz muitos exemplos e casos práticos para dialogar com o estudante que se prepara para a OAB e com o advogado que se depara com problemas na rotina da advocacia”, disse.

Sobre a 18ºedição do Conadi, o palestrante acredita que eventos desse tipo colabora com a formação jurídica do acadêmico. “É muito importante eventos dessa natureza, que permitem o diálogo com alunos porque colaboramos não só para informá-los, mas na formação jurídica. Temos um novo código, o primeiro código democrático da história do Brasil, que procura tratar desigualmente o desigual, considera a peculiaridade do caso concreto”.

Já o segundo palestrante da noite foi o desembargador do TRT, Fábio Túlio Correia Ribeiro, que falou sobre sustentabilidade e Direito. “Minha palestra tem como tema a sensibilidade na atuação do direito. O Objetivo que me impus é o de tentar chamar a atenção da comunidade que o direito não é uma tabela periódica. É preciso não perder a dimensão humana implicada na decisão judicial por mais que ela se repita e se massifique. É perceber que o outro, que espera por uma decisão sua, coloca seu anseio de esperança e de liberdade”.

Bruna Araújo está no 6º período e participa pela segunda vez do Conadi. Ela acredita que a temática mais prática da edição atual despertou o interesse dos alunos. “Este ano, a temática está mais prática que o ano passado. A programação está muito boa e estou esperando a palestra da Maria Di Pietro, do Direito Administrativo. Esses eventos nos dão a oportunidade de encontrar doutrinadores que estudamos. Isso contribui bastante para nossa formação”.

Compartilhe: