V E S T I B U L A R UNIT
MENU

1º Simpósio Sergipano de Imunologia e Infecções Sexualmente Transmissíveis

Entre os dias 29 e 31 de agosto acontece no Campus Farolândia o 1º Simpósio Sergipano de Imunologia e Infecções Sexualmente Transmissíveis.

às 22h31
A professora Ana Paula e alunos que idealizaram o SImpósio
A professora Ana Paula e alunos que idealizaram o SImpósio
Compartilhe:

O evento idealizado por concludentes é reflexo das ações promovidas pela coordenação ao longo de todo este período em que completa 25 anos de existência do curso.

Com uma vasta programação e inscrições já abertas através do site o evento reúne especialistas na área em torno de temas como prevenção, diagnóstico e tratamento das infecções sexualmente  transmissíveis.​

“A partir da realização da jornada, esses alunos que participaram como comissão organizadora procuraram a coordenação para que pudéssemos juntos montar um simpósio em imunologia”, diz a coordenadora, professora Ana Paula Prata Silva. A docente reconhece a iniciativa como uma novidade para o curso e credita que o start para a realização do evento foi dado a partir da participação dos alunos na disciplina de Imunologia.

A docente acrescenta que os alunos trazem para o simpósio temas importantes que relatam as infecções e ressalta que dentre os temas considera imprescindível importante discussão sobre a possibilidade do Biomédico ser inserido no teste rápido para o diagnóstico do HIV.

Fabiana Cristina Pereira de Sena Nunes, acadêmica responsável por dar início à concretização do evento salienta que tudo começou quando percebeu a inexistência de um evento voltado para a imunologia.

“É uma área muito boa de se trabalhar e essencial no diagnóstico”, comenta preocupada com a elevação dos índices de DSTs tem crescido muito no Estado, colocando Sergipe no primeiro lugar no ranking nacional, especialmente com a detecção da sífilis e do HIV.

Os interessados em fazer inscrição para o 1º Simpósio Sergipano de Imunologia e Infecções Sexualmente Transmissíveis já podem preencher a ficha disponibilizada no site. Consta da programação, além das palestras a realização de três minicursos. Os inscritos devem doar um quilo de alimento e todo o produto arrecadado será posteriormente doado a uma instituição que assiste crianças com HIV.

Compartilhe: