V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Casamento caipira abre a programação da Rua São João

Manifestação acontece com desfile de carroças pelas ruas do bairro Industrial de Aracaju há 107 anos. Programação da Rua São João está só começando.

às 21h37
Graças ao apoio da Universidade Tiradentes – Unit –, a mais tradicional festa junina de Aracaju iniciou sua programação na tarde de hoje, sábado, 24, no bairro Industrial. Trata-se do famoso casamento caipira da Rua São João, que acontece desde quando as manifestações culturais da localidade iniciaram pela comunidade, há 107 anos.
Adriana Lima, a noiva do casamento caipira
Adriana Lima, a noiva do casamento caipira
Ricardo Freitas e seu filho Guilherme não perderam um momento do cortejo
Carroças preparadas para o cortejo do casamento caipira
Palanque da Rua São João está quase pronto para receber o concurso de quadrilhas
Estrutura da Rua São João montada para os dias de forró
Seu Antônio agora assiste de casa o casamento caipira
Cavalos a postos
Compartilhe:

Antônio Freitas, de 92 anos de idade, já participou do desfile de carroças do casamento caipira desde que mora na região, há pelo menos 75 anos. “Já fiz muito casamento, desde 1945. Já dirigi carroça, fui padre, só não fui noivo, mas já coloquei a gravata no noivo muitas vezes e estou muito feliz de assistir a edição de 2017 daqui de casa. Mas se não fosse a Unit, não teria nada disso esse ano”, afirma.

É a segunda vez que Adriana Lima, que mora há 28 anos na Rua São João, usa o vestido branco mais cogitado do casamento caipira. “Ontem que me chamaram para ser a noiva e é o quarto ano consecutivo. Graças a Deus e a Unit, porque senão a tradição de muito tempo ia ser perdida”, conta.

O presidente do Centro Social e Cultural São João de Deus, José Ronaldo Alves acredita que as festas populares têm lugar cativo no consciente das pessoas. “Essa manifestação aqui, como tudo da Rua, começou em 1910 e a importância é manter vivo o costume de continuar com as manifestações culturais que tanto nos representam”, conta.

Tradição

O vereador de Aracaju Professor Bittencourt ressalta a representatividade do Estado diante o evento centenário. “Sergipe se notabiliza pelo São João e as manifestações dessa Rua são o marco referencial dessa história e trajetória. A manutenção da festa é em favor do patrimônio cultural da nossa identidade e que essa tradição se mantenha por anos e anos”, considera.

Quem mora na região sente na pele a relevância dos festejos juninos. Ricardo Fontes é um deles e fez questão de levar seu filho Guilherme para acompanhar o casamento caipira. “Sempre valorizei a cultura porque aprendi vivendo aqui e é muito importante passar de pai para filho esse valor. A comunidade estava muito triste porque até então seria a primeira vez que não ia ter festa na Rua São João, mas graças a Deus que o professor Uchôa conseguiu resgatar essa festa que para a gente vale muito”, afirma o advogado e egresso da Unit.

Programe-se

A programação da Rua de São João continua amanhã, domingo, 25, quando a partir das 19h começará o concurso de quadrilhas juninas. A competição acontece até a terça-feira, 27, sempre no mesmo horário. Na quarta-feira, 28, terá o forró da comunidade e no dia 29, será a final do concurso, com premiação entregue pela Unit.

Compartilhe: