V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit sedia concurso Enchefs Sergipe

Enchefs Sergipe 2017 é uma seletiva para a etapa nacional do evento que reúne os principais profissionais da alta gastronomia

às 20h18
A segunda edição do Encontro de Chefs de Sergipe – Enchefs – aconteceu na Universidade Tiradentes, campus Farolândia, entre os últimos dias 15 e 16, e contou com uma vasta programação incluindo talk shows, aulas com renomados chefs brasileiros e uma competição para escolher o representante do estado no prêmio máximo da culinária do país, o Dólmã.
Prato vencedor do Enchefs (Fotos: Tatianne Melo)
Prato vencedor do Enchefs (Fotos: Tatianne Melo)
Luciano Moreira, vencedor da categoria estudantil do Enchefs-SE 2017 (Fotos: Tatianne Melo)
Chefs Fabrício Lemos e Lisiane Arouca (Fotos: Tatianne Melo)
Chef Suellen Lima, coordenadora do Enchefs-SE 2017 (Fotos: Tatianne Melo)
Chef Júnior Torres, vencedor etapa Sergipe do Enchefs 2017 (Fotos: Tatianne Melo)
Aula show do Enchefs-SE 2017 (Fotos: Tatianne Melo)
Abertura do Enchefs (Fotos: Tatianne Melo)
Compartilhe:

Com o tema “Sustentabilidade da Gastronomia”, o Enchefs Sergipe 2017 reuniu 24 candidatos, sendo oito na modalidade estudantil e 16 profissionais. O evento, que é realizado em todo o país, é uma seletiva para a etapa nacional do evento que acontecerá no próximo mês de novembro em Fortaleza/CE.

A coordenadora do curso de Gastronomia da Unit, professora Kátia Viana, destaca a importância do encontro pela relevância para o profissional. “Eventos como esse solidificam a profissão de gastrólogo no mercado. O concurso trabalhou tanto com profissionais quanto com alunos e isso é interessantíssimo”, afirma.

Para a aluna do 2º período de Gastronomia da Unit Solange Fontes, esse tipo de evento enriquece o currículo dos participantes. “Proporciona um contato maior com grandes nomes da culinária brasileira, trazendo o pensamento dos chefes que estão em evidência e ampliando nossos olhares sempre com elementos que a gente encontra no dia a dia”, destaca.

Finalista

O Enchefs-SE 2017 elegeu, portanto, no último sábado, 16, o chef de cozinha Edmárcio Torres Macedo Junior, conhecido como Junior Torres, como o representante sergipano no Dólmã.

Com uma experiência de 16 anos na Gastronomia, Junior Torres, 33 anos, venceu o concurso profissional com um prato recheado de ingredientes regionais que valorizam a cultura gastronômica sergipana – um carré de cordeiro acompanhado de um aligot de inhame cará, um caju grelhado com redução de umbu-cajá, cachaça, urucum e brotos de agrião.

Juntamente com outros quatro finalistas – Dilson Cavalcanti, Giuseppe Oliveira, Fernando Fraga e Carmen Luiza –, Junior Torres teve uma hora e meia para preparar um prato criado na hora com insumos e proteínas surpresas (a exemplo de aratu, charque, cordeiro), que, em seguida, foi avaliado pela banca julgadora.

 O evento

O apresentador do programa ‘Chefs em Ação’ no canal Sony, especialista em alta gastronomia há mais de 15 anos, Leonardo Roncon enfatizou a importância da participação do aluno no Enchefs. “Isso faz com que o estudante pergunte, interaja e conheça o que seu estado tem para dar de melhor, fazendo com que esse estudante alimente um sentimento mais de pertencimento à sua cultura. Porque o segredo para ser um grande chefe é estudar e gostar daquilo que faz. Afinal, 2% é dom e 98% é esforço”, avalia.

A professora do departamento de turismo da Universidade Federal de Sergipe Laura Almeida ministrou a palestra de abertura a respeito da importância da união da tríade turismo, sustentabilidade e gastronomia para o desenvolvimento local. “Esse evento é de extrema importância, porque possibilita fazer uma discussão a fundo sobre a gastronomia, que é um dos fatores determinantes para escolhas de viagens. Iniciativas como Enchefs promovem não só a gastronomia local, mas também o turismo e ainda aliado a uma tendência de sustentabilidade”, afirma.

 

Com informações da Asscom do evento

 

Compartilhe: