V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Maior equipe de halterofilismo do país participou do Circuito Paralímpico

Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia esteve em Aracaju de 23 a 25 de março no Circuito Brasil Loterias Caixa 2018, na Vila Olímpica da Unit, campus Farolândia

às 17h39
O técnico da equipe Weverton Lima dos Santos
O técnico da equipe Weverton Lima dos Santos
Compartilhe:

Por Denise Gomes

São mais de 17 anos de tradição formando paratletas do halterofilismo na cidade de Uberlândia, Minas Gerais. Considerada a maior equipe do Brasil e atual bi-campeã brasileira da modalidade, o Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia – CDDU, esteve em Aracaju de 23 a 25 de março no Circuito Brasil Loterias Caixa 2018, na Vila Olímpica da Universidade Tiradentes – Unit, campus Farolândia.

Em seu comando está do técnico Weverton Lima dos Santos, que é também responsável por conduzir a Seleção Brasileira da modalidade. Para a competição na capital sergipana, 13 atletas foram escalados. “Trouxemos uma parte da equipe, já que somos um time robusto de atletas. Sempre procuramos trazê-los para competições de alto nível como essa para que eles conquistem experiência e também se classifiquem para outros desafios. Temos inclusive nesta disputa atletas que estão pleiteando vaga em um campeonato europeu que vai acontecer em maio. Considero a etapa Norte/Nordeste muito importante por vários motivos, pois vale vaga no campeonato brasileiro, é uma competição oficial em termos de estrutura física e de arbitragem, e principalmente, é um torneio de alta qualidade que vale vaga para uma competição que estamos almejando em termos de Seleção Brasileira, que é o europeu, que também vale vaga para outra competição no final do ano”, disse.

Um dos atletas que está na disputa é Gilvan Pereira, de 39 anos, que estimulado por uma amiga conheceu o esporte paralímpico. “Me tornei deficiente físico há 4 anos e então, acabei entrando para a natação. Antes de sofrer o acidente de moto eu era fisiculturista e foi isso que me estimulou a deixar a natação e investir no halterofilismo. Foi assim que há três anos entrei para a equipe da CDDU e em Aracaju estou em busca de mais um índice para participar do brasileiro. Meu objetivo é estar entre os três primeiros colocados e alcançar índices para disputar campeonatos fora do país e quem sabe uma Paraolimpíada”, destacou.

Compartilhe: