V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Acadêmicos dos cursos de Engenharia da Unit desenvolvem projeto sustentável

Iniciativa realizada no Centro de Tecnologia em Engenharia e Arquitetura (CTEA) impacta positivamente na proteção do meio ambiente

às 21h54
Iniciativa realizada no Centro de Tecnologia em Engenharia e Arquitetura (CTEA) impacta positivamente na proteção do meio ambiente
Iniciativa realizada no Centro de Tecnologia em Engenharia e Arquitetura (CTEA) impacta positivamente na proteção do meio ambiente
Projeto de extensão desenvolvido por acadêmicos dos cursos de Engenharia da Unit, orientados por professores
Compartilhe:

Projeto de extensão desenvolvido por acadêmicos dos cursos de Engenharia da Universidade Tiradentes (Unit), visa promover irrigação dupla e sustentável. Em andamento, o trabalho que interliga ações técnicas com experimentos práticos, busca desenvolver mecanismos capazes de inovar o campo da produção de plantas e flores, bem como a produção de peixes. O primeiro experimento desenvolvido pelos jovens pesquisadores já foi capaz de chamar a atenção de órgãos governamentais e movimentos de proteção do meio ambiente. Luiz Coelho, estudante do 9º período, é um dos integrantes do grupo de estudos.

Preocupado com a realização de medidas práticas responsáveis em proporcionar um futuro menos danoso à natureza global, o jovem enaltece o empenho ofertado por professores e demais profissionais que lecionam no Centro de Tecnologia em Engenharia e Arquitetura (CTEA). “Neste projeto a gente consegue irrigar plantas e cultivar peixes. O ciclo funciona assim: todos os dejetos produzidos pelos peixes são conduzidos para a parte superior, onde, em uma bacia encontra-se a produção de alimentos ou flores. Em contraponto, enquanto a produção dos peixes envia nutrientes que servem como adubo para as plantas, elas devolvem para os peixes uma água oxigenada”, explicou.

Todo esse movimento acontece mediante a utilização de componentes apontados pelos pesquisadores como simples, de fácil acesso para aquisição e operacionalização. Bombas utilizadas em aquários, canos de PVC, sensores de umidade e tonéis pequenos, onde foram acolhidos os peixes e armazenadas as plantas, compõem o projeto. O pesquisador do ITP e professor da Unit, Rubens Madi, compreende que alguns ajustes necessitam ser aplicados para que o projeto alcance o seu objetivo máximo de excelência. Para o docente, esta fase final do projeto não deve exigir muito tempo por parte dos estudantes envolvidos na proposta acadêmica.

“Assim como toda medida que proporciona inovação, este trabalho idealizado pelos alunos também precisa de alguns poucos ajustes, mas de antemão o que posso garantir é que esta ideia foi muito legal. O mundo fora da universidade está precisando com certa urgência de soluções sustentáveis e que não agridam o meio ambiente”, destacou. Quanto ao pleito de propostas futuristas, importantes na qualificação da vida humana, o professor Madi revelou que: “o pessoal fora da academia espera que estes jovens apresentem e levem soluções viáveis e de aplicação prática. Estaremos sempre apoiando estes movimentos estudantis”.

Engenharia

Toda a estrutura necessária para a implantação de projetos como este, voltados para as inovações tecnológicas nos mais variados campos da Engenharia, podem ser acessadas no CTEA da Unit. Para o professor do curso e responsável por ministrar a disciplina de Práticas de Extensão na Engenharia, Arionaldo Rodrigues Menezes, quanto mais os estudantes conseguirem otimizar o tempo dentro da universidade, mais breve o resultado desejado tende a ser alcançado. Para a construção deste projeto de irrigação, o material utilizado pôde ser adquirido diretamente nas dependências do Centro de Tecnologia em Engenharia e Arquitetura.

“Esse é um dos pilares que contribuem para a formação e qualificação dos acadêmicos. Todo o espaço do CTEA está à disposição daqueles que desejam impulsionar seus conhecimentos. De segunda à sábado, inclusive fora do horário de aula presente na grade curricular de cada aluno, o Centro de Tecnologia está funcionando e ajudando a concretizar estas iniciativas que mudam para melhor a vida das pessoas”, destacou. Estão envolvidos no projeto estudantes de Engenharia Mecatrônica, Civil e Elétrica.

Leia também: 

Alunos de Engenharia apresentam os cursos a estudantes do Coesi

Compartilhe: