V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Aficionados por esportes eletrônicos imersos no universo digital


às 20h04
As competições atraíram muitos atletas
As competições atraíram muitos atletas
Os times disputam várias modalidades
O presidente da Fise, Danilo Tavares, observa o jogo
Compartilhe:

Aficionados por esportes eletrônicos, centenas de jovens, dentre eles alunos dos cursos de Computação e Jogos Digitais, participaram no sábado, 25, no minishopping da Farolândia, da fase final do Game Day.

Disputas entre feras de jogos como Fifa, LOL, Dota e Counter-Strike: Global Offensive movimentaram o espaço e deram mais uma vez uma demonstração do quanto esse tipo de prática esportiva vem crescendo em nosso estado.

Para o coordenador geral do Game Day, dos cursos de Computação e de Jogos Eletrônicos oferecidos pela Unit, professor Fábio Santos, o evento, em sua segunda versão oficial, vem crescendo proporcionalmente à evolução dos próprios jogos. Afinal, hoje o Brasil já é o terceiro maior país do mundo em número de pessoas que se dizem entusiastas do universo do game.

“São mais de 7 milhões e meio de pessoas que de alguma forma está diretamente relacionada ao mundo do game”, afirma o professor Fábio. Ele lembra que o Brasil já possui um faturamento anual de 892 milhões de reais no mundo dos games, sendo que 82% desse faturamento se dá por meio de patrocínios.

“Muitas empresas já entendem que há na área um crescimento exponencial. Daí, ao longo dos anos, o que era apenas uma diversão se tornou um grande negócio com um faturamento mundial superior ao do universo cinematográfico, segundo afirmativa de alguns especialistas”, pondera o docente. Ele relembra que o Game Day foi um evento criado em laboratório para despertar nos alunos o interesse pela atividade. “Deu tão certo que fechamos parcerias com entidades, como a Federação de Jogos, para que as franquias mais conhecidas possam ter suas finais competitivas dentro da universidade”, destaca o professor Fábio.

Na atual edição, os computadores foram disponibilizados em diversos espaços do minishopping para que os alunos de Jogos Digitais tivessem oportunidade de criar, desenvolver e apresentar mais de 20 jogos.

Para o presidente da Federação do Estado de Sergipe do Esporte Eletrônico, Danilo Tavares, a parceria da entidade com a Unit promove um incremento cada vez maior do esporte em todo o estado. 

“A cada ano tem sido dada pela Fise aos atletas uma maior visibilidade. Muitos deles já estão sob o olhar atento de grandes empresas que investem por acreditar em suas potencialidades”, afirma Danilo.

Compartilhe: