V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Álbum da Copa do Mundo 2022 causa polêmica entre colecionadores 

As reclamações iniciaram após colecionadores acusarem má distribuição e alto preços das figurinhas que compõem o álbum da Copa do Mundo

às 18h23
Compartilhe:

As figurinhas do álbum da Copa do Mundo 2022 no Qatar são um grande sucesso e objeto de desejo entre os colecionadores. Elas chegam a valer fortunas nos pontos de troca e, em anúncios na internet. A figurinha dourada do jogador Neymar está entre as 10 mais valiosas, e o preço mais alto que foi comprovado no pagamento chegou a R$ 550,00. 

Houveram menções de valores maiores, mas sem comprovação do pagamento. Considerando que o “pacotinho premiado” custou R$ 4,00 ao vendedor, e foi repassada por um alto valor, garante o lucro de mais de 13% mil por cento.

Em um levantamento realizado pelo repórter Victor Peixoto, do Blog do Torcedor, entre  diversos colecionadores do país. A coleção deve conter 670 figurinhas, que não podem se repetir. Para completá-lo é preciso adquirir, no mínimo, 134 pacotinhos. Equivalem a um investimento inicial de R$ 534, tirando os R$ 12 do álbum, sem capa dura. No entanto, os altos preços e má distribuição são as maiores reclamações dos consumidores.

O número de reclamações à empresa Panini, a maior fabricante de figurinhas e cardes colecionáveis do mundo, chamou a atenção do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) em diversos estados do país. O órgão acionou a empresa para esclarecimentos e verificar se o caso se caracteriza como uma má prestação de serviço.

Entre as informações solicitadas pelo Procon de São Paulo, um dos estados que acionaram a empresa, a Panini relatou dados sobre pré-venda, reserva de produtos, venda direta e diferença de prazos de entrega por modalidade de aquisição. 

Em nota, a Editora Panini afirma que “vem aumentando exponencialmente o volume de produção do álbum e das figurinhas da FIFA World Cup Qatar 2022™ e trabalha de forma contínua junto a parceiros e fornecedores para atender a alta demanda pelo produto no mercado”. E reforça que ” tem trabalhado intensamente para sanar todas as solicitações no menor tempo possível e atender os consumidores com qualidade”.

 

Com informações do G1, Extra e Blog do Torcedor

Leia mais: Quais os direitos do consumidor em compras online?

Compartilhe: