V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Alunos incoming proporcionam troca de experiências cultural e social

A chamada para os estudantes de outros países para cursar disciplinas em unidades do Grupo Tiradentes será aberta ainda este mês

às 22h30
Estudantes estrangeiros são recepcionados e acompanhados por alunos das unidades do Grupo Tiradentes (Acervo/Grupo Tiradentes)
Estudantes estrangeiros são recepcionados e acompanhados por alunos das unidades do Grupo Tiradentes (Acervo/Grupo Tiradentes)
Compartilhe:

Os programas de Mobilidade Acadêmica do Grupo Tiradentes recebem, desde 2015, alunos de Instituições de Ensino Superior (IES) estrangeiras e parceiras para cursar um semestre durante a graduação na Universidade Tiradentes (Unit Sergipe), nos Centros Universitários Tiradentes (Unit Alagoas e Unit Pernambuco) e nas Faculdades Tiradentes (Fits Goiana e Fits Jaboatão). Vindos de países como Espanha, Estados Unidos, Colômbia e Peru, eles são acolhidos enquanto parte da instituição. A chamada para os “Alunos Incoming”, ou seja, em mobilidade acadêmica, para o semestre 2022.1, será aberta ainda no mês de setembro. 

A cada semestre é lançada uma chamada para inscrições e o número de interessados varia, não há um limite de vagas e as instituições buscam receber o maior número possível de estudantes. “A cada semestre nossas unidades já se planejam e realizam cursos de formação para docentes e técnicos-administrativos, a seleção de alunos para serem buddies (colegas, em tradução livre) dos alunos internacionais, e também a adequação de processos internos, alertando os coordenadores de curso sobre a vinda deles”, explica a assessora de Relações Internacionais do Grupo, Julia Gubert.

Parte importante da recepção, os discentes das Units e Fits não só acompanham os novos colegas em sala de aula, mas também oferecem ajuda e amizade, através do Programa Buddy, para auxiliar durante a transição e adaptação à mobilidade acadêmica, fazendo com que eles se integrem à vida no campus e à comunidade local. 

Todos os cursos são abertos à vinda de estudantes estrangeiros e alguns deles, como Administração, Engenharia Ambiental, Farmácia, Odontologia e Arquitetura e Urbanismo, já tiveram essa oportunidade valiosa. “Reconhecemos o grande valor de ter um aluno internacional em nossos campi, pois há uma troca de experiência cultural e social entre os alunos”, destaca Júlia. 

Visto estudantil e registro 

Para estudar no Brasil, o governo federal exige o visto de estudante (Visto Temporário IV/VITEM IV), que pode ser concedido para estadas de até 365 dias aos que forem aceitos ou matriculados em cursos de graduação ou de pós-graduação reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) no Brasil. No final do período cursado, o discente internacional precisará da Transcrição de Registros (ToR), documento com a lista das disciplinas e notas obtidas, créditos e carga horária de cada componente estudado.

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: