V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Aracaju é polo Norte-Nordeste para ampliar conhecimentos em cirurgia minimamente invasiva

Curso sobre cirurgia minimamente invasiva é ofertada pela segunda vez em Aracaju porque a cidade foi escolhida como polo Norte-Nordeste pelo Instituto Jacques Perissat

às 14h36
Pós tem início em março, com duração de 12 meses, com encontros mensais
Pós tem início em março, com duração de 12 meses, com encontros mensais
A cardiologista de renome, Sônia Lima, é a professora coordenadora da pós
Compartilhe:

Por Raquel Passos

A cirurgia minimamente invasiva é uma modalidade que causa menos trauma ao paciente e esse tipo de procedimento é alvo de estudos em Sergipe. Aliás, a novidade para qualificação de profissionais é ofertada em Aracaju, pela segunda vez, porque a cidade foi escolhida como polo Norte-Nordeste para ampliar o curso coordenado pelo Instituto Jacques Perissat, de Curitiba (PR), que tem convênio com a instituição na França. O certificado tem validação do Ministério da Educação (MEC).

Com o objetivo de capacitar profissionais da área médica, a Universidade Tiradentes – Unit – oferta a Pós-Graduação Lato sensu em Cirurgia Minimamente Invasiva, em parceria com o Instituto Jacques Perissat, pois também será ministrada por seus especialistas. O curso iniciará em março.

“É preciso falar sobre os avanços tecnológicos da cirurgia minimamente invasiva, pois é considerada padrão ouro para o tratamento de infecções de médio ou grande porte. A necessidade de se manter especializado é altíssima. E Sergipe terá a oportunidade de oferecer esses conhecimentos para residentes e médicos para otimização do aprendizado com grandes profissionais da área”, explica.

O primeiro curso aconteceu em 2019, para cirurgiões gerais, aparelho digestivo e proctologista. “Nesta segunda etapa, ampliaremos a cartela do curso de instrumentação cirúrgica para procedimentos minimamente invasivos também para ginecologistas. Ano passado, tivemos 50% das vagas ocupadas rapidamente. O curso tem pré-requisito voltado para médico cirurgião ou residente de cirurgia, ginecologista ou ser residente nesta área”, explica a coordenadora do curso, professora Sônia Oliveira Lima.

Pós Cirurgia Minimamente Invasiva

Para os interessados, a Pós é realizada em 12 meses e possui oito módulos presenciais e mais quatro de acompanhamento em hospitais de referência.

“É um curso eminentemente prático. Temos teoria, prática em tecido vivo e no hospital Santa Isabel, com cirurgias transmitidas em auditório e alunos participando do procedimento”, disse.

A previsão é que profissionais da Bahia, Alagoas, Pernambuco e Paraíba também participem do curso. Para mais informações, acesse esse site.

Compartilhe: