V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Aumentam contratações destinadas a grupos de diversidade

Levantamento mapeou vagas preenchidas por grupos de diversidade em uma plataforma de seleção neste ano.

às 12h03
O atual contexto e os consumidores exigem que as empresas invistam cada vez mais em promover a diversidade no trabalho (Unsplash)
O atual contexto e os consumidores exigem que as empresas invistam cada vez mais em promover a diversidade no trabalho (Unsplash)
Compartilhe:

Aumentou o volume de contratações de mulheres, pessoas não-brancas (negras, pardas, amarelas e indígenas), pessoas LGBTQIA+ e com deficiência, entre os meses de agosto e setembro deste ano. É o que revela um levantamento feito pela Gupy, uma empresa de tecnologia para recursos humanos. Ela mostrou que 67% das vagas de emprego publicadas na plataforma de seleção foram preenchidas por grupos de diversidade. Comparando com o mesmo período do ano passado, o aumento foi de 127,8%.

Já nos meses de junho e julho, todos os grupos (Indígenas: 107,32%; amarelos: 71,02%; pardos: 52,68%; pretos: 42,01%; LGBTQIA+: 27,63%) tiveram crescimento nas contratações, com exceção das mulheres ( -17,73%) e pessoas com deficiência (-0,25%). O pico de contratações de mulheres aconteceu entre agosto e setembro nos setores de varejo, tecnologia da informação, agronegócio e indústria no geral. A área de Tecnologia da Informação é a que ainda tem a menor presença feminina.

Mulheres

Segundo especialistas, mesmo que diversas empresas venham assumindo compromissos de aumentar o percentual de mulheres em seus quadros de funcionários, as barreiras que as mulheres ainda enfrentam no mercado de trabalho são muitas e mostram que nem só de recrutamento e metas quantitativas são feitas as políticas de diversidade.

É preciso pensar em ambientes capazes de reter e desenvolver essas colaboradoras. Assim como em garantir representatividade para que as mulheres possam ser ouvidas, estabelecer políticas objetivas de promoção para reduzir os vieses inconscientes e criar políticas para que a licença-maternidade não seja mais vista como um problema.

Grupos de diversidade

Embora a contratação de pessoas do grupo de diversidade ainda precise melhorar, e muito, o atual contexto e os consumidores exigem que as empresas invistam cada vez mais em promover a diversidade no trabalho. Segundo especialistas, alguns grupos minorizados têm pouca ou praticamente nenhuma representatividade no ambiente corporativo ou em cargos de liderança. O que significa que há uma parcela da população que tem chances muito menores de ingressar no mercado e de crescer na carreira em comparação com o restante das pessoas.

Levando isso em consideração, cada vez mais empresas de todos os portes e segmentos têm olhado para a questão da diversidade no trabalho e criado programas de inclusão de pessoas com deficiência, comunidade LGBTI+, pessoas negras, mulheres, refugiados e indígenas. Dessa forma, além de contribuir para importantes e necessárias mudanças socioeconômicas, elas garantem benefícios para os negócios.

 

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: