V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Biodiversidade é tema de aula inaugural na pós da Unit

Pesquisador paranaense faz palestra de abertura do PSA e destaca a importância da ação acadêmica em diversas frentes de análise

às 19h49
“As propriedades de uma planta comumente utilizada pela população podem ser avaliadas em pesquisas cujas tecnologias estejam desvinculadas do produto final”, acredita o conferencista.
Os doutores  Margarete Zanardo Gomes,  João Carlos Palazzo e Juliana Cordeiro
Os doutores Margarete Zanardo Gomes, João Carlos Palazzo e Juliana Cordeiro
Compartilhe:

Por Nivaldo Menezes

Convidado para proferir palestra durante a aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente ocorrida na tarde dessa quinta-feira, 15, na sala 4 do bloco F no Campus da Farolândia, o professor da Universidade Estadual do Maringá João Carlos Palazzo de Mello discorreu sobre ‘Biodiversidade e saúde: P, D & I em medicamentos fitoterápicos’.

“A partir da nossa biodiversidade e do desenvolvimento de produtos medicamentosos apresento dois modelos de pesquisa a partir da planta até a obtenção do produto final”, ressalta o palestrante. Ele explica que a ideia é pegar uma planta utilizada pela população e a partir dela tentar produzir ciência por meio de alunos de pós-graduação. “Com base na coleta de dados e informações é possível a utilização de tecnologias que favoreçam a produção final de medicamentos”, ressalta o doutor João.

“Esse é o momento em que recepcionamos os novos mestrandos e ao mesmo tempo congrega aqueles alunos que já estão aqui junto com os professores”, argumenta a diretora pesquisa do Grupo Tiradentes, professora Juliana Cordeiro. Ela acrescenta que a vinda do doutor João Carlos resulta da parceria firmada entre a Unit e a Universidade Estadual de Maringá, por meio do Programa de Estímulo à Mobilidade e ao Aumento da Cooperação Acadêmica da Pós-Graduação em Instituições de Ensino Superior de Sergipe – Promob. Trata-se de um programa financiado pela Fapitec que estimula e favorece o intercâmbio entre alunos das instituições parceiras e amplia o parque de laboratório.

Na opinião da coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente, professora Margarete Zanardo Gomes, fazer pesquisa no Brasil sempre representou um grande desafio. “A partir dessa constatação há um interesse latente em formar novos pesquisadores preparados para a resolução de problemas e enfrentamento das dificuldades”, pondera a docente dando como exemplo o sucesso obtido com a formação da primeira turma de doutorado em Saúde Ambiente da Unit. “As defesas apresentadas consolidam a participação programa na formação dos recursos humanos”, conclui.

Compartilhe: