V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Capela da Unit: marco histórico para o bairro Farolândia

A Fazenda da família Fontes, primeiros moradores da região, foi adquirida para instalação do campus Farolândia da Universidade Tiradentes.

às 11h34
Compartilhe:

Essa é uma história de fé e devoção que traz consigo fatos históricos e pontos relevantes para o desenvolvimento da capital sergipana. A Capela da Unit, patrimônio do Campus Aracaju Farolândia da Universidade Tiradentes, nasce com a chegada da família Fontes à Aracaju.

“Existe uma relação entre o farol que batiza o bairro e o ponto importante foi a chegada da família Fontes para vir morar nessa região. Uma área que antes era restinga e dunas. Acredita-se que foi a família Fontes que primeiro morou nesta região. É importante observar que o senhor José Domingues Pontes vem com a família para a recém-instalada Aracaju que data de 1855. Ele chega aos 18 anos para trabalhar na Marinha do Brasil”, conta a professora e pesquisadora da Universidade Tiradentes, Lúcia Marques.

A publicação “Caminhos da Capital: 150 motivos para viver as ruas de Aracaju”, de autoria do professor Jouberto Uchôa de Mendonça e da professora Lúcia Marques Cruz e Silva, destaca parte da história da Capela. Segundo a obra, José Domingues Fontes pediu ao seu filho que construísse uma capelinha em sua fazenda, onde desejava ser sepultado. Este local, anos depois, foi adquirido para a instalação da Universidade Tiradentes.

“Embora se saiba do desenvolvimento da Farolândia, o bairro emerge com a chegada da Unit, a partir da década de 90. A importância da Capela, da chegada da família, remonta ao passado e mostra que a Farolândia é um bairro contemporâneo de Aracaju”, destaca a pesquisadora.

Após a aquisição do terreno, a primeira ação foi a restauração da capelinha, como prova de respeito à memória da localidade. Ao recuperar a capela e o cruzeiro que estavam deteriorados, as lápides antigas do seu interior foram substituídas, preservando os respectivos registros.

“Quando adquirimos a igrejinha estava fechada, toda quebrada, destruída e restauramos. Para nós, foi um presente monumental porque continuamos com os princípios religiosos da instituição e, hoje, ela serve a comunidade do Augusto Franco que frequenta. Nós fazemos isso com a maior felicidade”, comenta o professor Jouberto Uchôa, reitor da Unit.

Além da celebração de missas, a Capela realiza encontros festivos como a Trezena de Santo Antônio, Noite Cultural e Auto de Natal com a participação de acadêmicos e da comunidade do bairro e localidades circunvizinhas como a Atalaia e Coroa do Meio. “Os acadêmicos sentem-se acolhidos, amados e fortalecidos dentro da capela”, garante Rosangela Aragão, coordenadora da Capela.

“Nós somos seres humanos integrais e tudo é muito ligado. Então, a fé, a espiritualidade, juntamente com a nossa inteligência e a nossa razão, precisam andar juntas”, finaliza.

Clique aqui e confira um pouco da história da Capela da Unit em série especial “Memória: além do tempo” produzido para Unit Notícias.

 

Leia também:

Capela da Unit inaugura estátua do Papa Francisco

Compartilhe: