V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Centelha, um programa para quem tem boas ideias e deseja executá-las


às 19h58
No estande, as informações
No estande, as informações
Diron Nascimento espera sensibilizar a comunidade universitária
Compartilhe:

O Centelha é um programa anual cujo edital lançado pela Fapitec, FINEP e CNPq em parceria com o Sebrae tem por objetivo fomentar o estímulo ao desenvolvimento de ideias inovadoras. Empreendedores de todas as áreas podem concorrer a prêmios vultosos escrevendo uma ou mais ideias através do portal, até do dia 5 de julho. As 24 melhores ideias cadastradas receberão o aporte de 52 mil reais para que sua execução ocorra em 12 meses.

Para estimular a participação da comunidade universitária (corpo docente, discente e administrativo), um estande foi montado durante Exponegócios ocorrida nessa quinta-feira, 6, no amplo espaço do minishopping da Unit Farolândia.

“O edital é aberto a todo o público sergipano e a Unit abre suas portas para incentivar e apoiar o Programa Centelha utilizando a sua grande capacidade de capilaridade”, revela o coordenador de Administração, professor José Walter.

Segundo o professor, o aporte financeiro será oferecido a pessoas físicas ou jurídicas que apresentem ideias inovadoras a fim de que elas possam implementá-las com o valor agraciado do prêmio.

O programa é nacional e quem dele participe terá que cumprir etapas. “O objetivo é fazer com que o negócio proposto pelo concorrente, saia do campo das ideias e se concretize entrando para o mercado e possa gerar movimentação econômica. Esse é o objetivo’, ressalta o professor Walter.

Se você gosta de empreender, faça o cadastro no site e participe com quantas ideias desejar. Uma banca especializada fará a análise das ideias concorrentes e a partir delas será feita uma seleção de acordo com a classificação de critérios que permitirá a escolha das 24 melhores propostas.

O egresso de Administração Diron Nascimento Cruz considera que o Programa Centelha representa um significativo estímulo aos empreendedores. Ele acredita que muitas pessoas têm ideias, porém, não dispõem de recursos para ingressar na área de empreendedorismo e inovação.

“Esse programa é justamente para estimular a essas pessoas”, reforça Diron.

Compartilhe: