V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Colombiana faz mobilidade acadêmica na Unit em 2022.2

A estudante da Universidad de Boyacá, na Colômbia, Camila Saavedra cursa enfermagem em 2022.2 na Unit, em Aracaju (SE).

às 12h13
A estudante colombiana Camila Saavedra.
A estudante colombiana Camila Saavedra.
Equipe do curso de enfermagem e do setor de relações internacionais recepcionam a aluna.
Compartilhe:

A Universidade Tiradentes recebe neste semestre (2022.2) mais uma aluna internacional, Camila Saavedra. Vinda da Universidad de Boyacá (Colômbia) por meio da mobilidade acadêmica ela cursa as disciplinas de Estágio Supervisionado I e II, do último período em Enfermagem, e irá morar em Aracaju nos próximos cinco meses.

Na Universidade de Boyacá tem muitos programas de internacionalização, então procurei universidades para que eu pudesse fazer minha etapa profissional. Existe um acordo internacional em que eu escolhi a Unit e pude fazer meu estágio profissional. A experiência tem sido muito boa, muito legal, é excelente porque o povo do Brasil é muito gentil, muito receptivo com estrangeiros”, conta a aluna.

Mesmo com a barreira da língua, Camila conta com a ajuda dos professores e colegas de turma para aprender mais do português. “Na Colômbia, eu estudo um pouco de português, por isso entendo palavras lentas, mas é mais difícil do que eu pensava. Eu sabia que os brasileiros falavam tão rápido e tinham palavras tão diferentes do espanhol. Eu não falo português, mas entendo bem. Os professores são muito compreensivos nesse aspecto e falam mais devagar. E meus colegas, alguns falam pouco espanhol, mas estão me ensinando português”, diz.

Para ela, estudar na Unit é uma oportunidade de crescimento profissional. “Na Unit existem espaços de aprendizagem muito amplos, laboratórios e salas de aulas. Estou aprendendo que a enfermagem na Colômbia não é igual à enfermagem no Brasil, os sistemas de saúde também não são iguais ou parecidos. Então, é uma oportunidade muito grande de aprender. Eu também vim para explorar ou conhecer bem o país e saber se no futuro posso vir trabalhar no Brasil ou como é trabalhar em um lugar que não é o meu país”, considera a estudante.

De acordo com a coordenadora de área dos cursos de enfermagem, odontologia e fisioterapia, Msc. Maria da Pureza Santa Rosa, a mobilidade acadêmica é uma oportunidade que beneficia estudantes de ambas as instituições.É extremamente importante que tenhamos uma troca de experiências de países diferentes, de culturas diferentes, de sistemas de saúde diferentes. Com isso, aprendemos muito um com o outro. Então, trocar com essas pessoas o que vivemos entre esses países é acrescentar aos dois a formação acadêmica”, afirma.

Parceria internacional

A Unit mantém uma parceria com a Universidad de Boyacá (Colômbia). Os alunos internacionais são considerados alunos incoming. “A parceria é estabelecida através da assinatura de convênio de parceria com a instituição de ensino estrangeira, que prevê, sobretudo, a realização de mobilidades acadêmicas internacionais, com a isenção de taxas para os alunos de ambas instituições. Ou seja, nem o nosso aluno paga taxas ou mensalidades ao ir para a instituição parceira, nem o aluno deles paga taxas ou mensalidade aqui”, explica a international mobility officer, Stephanie Donald.

Neste semestre, a Unit recebeu quatro alunos de diferentes países: Colômbia, Espanha e Portugal.

 

Leia também: Mexicana faz mobilidade acadêmica na Unit durante um semestre

Compartilhe: