V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Comunicação jurídica é tema de seminário

Evento voltado para calouros de Direito conta com palestra do presidente da OAB-SE, Henri Clay

às 15h17
Uma forma de integrar e aproximar os egressos do curso de Direito da Universidade Tiradentes ao âmbito jurídico profissional e também acadêmico. Esse foi o principal objetivo do o 4º Seminário de Direito e Linguagem que iniciou nessa terça-feira, 22 de março, no auditório do bloco D do Campus Aracaju Farolândia, se estendendo até o dia 23. Com uma abordagem temática sobre o entraves linguísticos e sua repercussão na construção da comunicação jurídica, o evento traz profissionais renomados da área como o presidente da Ordem dos Advogados – OAB-SE –, Henri Clay Andrade, além de professores de língua portuguesa.
Compartilhe:

O seminário acontece sempre no primeiro semestre do ano e é organizado pela Coordenação de Direito sob a administração do professor Eduardo Macedo, e da professora da disciplina Direito e Linguagem, Claudia Lais Costa. “É um evento que já está incorporado ao calendário oficial da universidade e muito importante para a integração dos calouros sobre aquilo que eles pensam ser o Direito, por isso que ele é todo estruturado com a participação direta dos alunos”, ressalta o coordenador.

Durante a palestra dada pelo presidente da OAB-SE, Henri Clay Andrade, os estudantes puderam compreender melhor sobre o funcionamento da Ordem e seu papel principal. “Esse momento de diálogo com os estudantes de Direito me renova, principalmente porque é para falar de um tema de alta relevância estratégica para a sociedade democrática do Direito, que é a OAB”, diz Henri Clay. Durante a discussão, ele enfatizou a importância da palavra em relação ao Direito, citando, inclusive, que o sistema dialético faz parte da área.

Para tratar sobre os entraves linguísticos no texto jurídico, a Unit trouxe o escritor, professor de língua portuguesa e presidente da Academia de Letras de Aracaju, Gustavo Aragão, que destacou a importância do português para o exercício do Direito. Além disso, o seminário contou com a participação do professor de Direito Penal e de Língua Portuguesa, Anderson Campos, e do estudante do 10º período de Direito, Caique Vasconcelos, que falou sobre experiência acadêmica.

Ianna Rangel é estudante do 1º período do curso de Direito na Unit e revela que encontrou dificuldades em relação à linguagem técnica jurídica. “Está sendo um pouco difícil, ainda mais porque existe a presença do juridiquês, que vai ser um tema abordado nas palestras. É complicado, mas com o tempo e através desses seminários vamos adequando”, acredita.

Como forma de inserir e quebrar essa dificuldade que perpassa os alunos iniciantes na área jurídica, a matéria Direito e Linguagem é alocada nos primeiros períodos do curso. “No início do semestre nós começamos a desenvolver algumas práticas e intervenções, vamos para algumas audiências analisar o ritual desenvolvido entre as partes, além de termos esse seminário que tem o objetivo de fomentar a pesquisa sobre o que é realmente o curso para quem está chegando”, explica a professora Claudia Lais Costa.

Compartilhe: