V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Congresso de Tecnologia e Inovação em Engenharia discute potencialidades de Sergipe

O coordenador do curso de Engenharia de Produção, Ricardo Oliveira, explicou que o evento serve como fomentador de oportunidades para acadêmicos e egressos

às 00h56
Compartilhe:

As potencialidades econômicas de Sergipe foram o foco do 3º Congresso de Tecnologia e Inovação em Engenharia realizado pelos cursos de engenharias da Universidade Tiradentes (Unit) entre os dias 30 de outubro e 1° de novembro.

O coordenador do curso de Engenharia de Produção, Ricardo Oliveira, explicou que o evento serve como fomentador de oportunidades para acadêmicos e egressos. “Vamos debater com parceiros, pessoas que precisam estar integradas para desenvolvermos projetos e, consequentemente, a gente abre perspectiva de emprego. O evento vai até sexta com palestras, minicursos”.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia de Sergipe (Sedetec), José Augusto, ressaltou as potencialidades econômicas de Sergipe com a descoberta de reserva de gás e a instalação de planta termoelétrica da Celse.

“Ciência e tecnologia são missões da secretaria. Esse evento é uma junção do que a secretaria já faz com Fapitec, Sergipetec, Itps. No caso da Celse, esse objetivo está mais facilmente atingível porque é uma empresa que está em Sergipe. Viemos apresentar as potencialidades do estado para os alunos, as oportunidades, as novas empresas, as novas possibilidades de petróleo e gás, que é uma oportunidade fantástica para os jovens. Sergipe será responsável por 30% do gás do Brasil, o que é decisivo para preparar os jovens para o mercado de trabalho”, declarou.

Para a acadêmica de Engenharia de Produção do 8° período, Suzana Conserva, o evento abre perspectivas profissionais para os alunos. “A expectativa é muito grande entre os alunos porque a gente espera abrir portas profissionais. Uma de nossas dúvidas é como vamos ampliar o que aprendemos na universidade, o que temos de perspectiva em Sergipe e no País”.

 “É muito bom saber que em Sergipe tem recursos para conseguir emprego no futuro. O secretário afirmou que temos recursos para isso, para desenvolver Sergipe”, disse a também acadêmica de Engenharia de Produção, Danielle Siqueira.

Compartilhe: