V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Conjunto Augusto Franco celebra 40 anos de fundação 

Com mais de 70 mil habitantes, o conjunto habitacional teve um grande crescimento após a chegada do campus da Universidade Tiradentes na década de 1990 

às 13h19
Google Fotos
Google Fotos
Google Fotos
Foto: Acervo Unit
Google Fotos
Foto: Acervo Unit
Compartilhe:

Após 40 anos de sua fundação, o conjunto Augusto Franco, localizado na Zona Sul de Aracaju, é considerado um dos núcleos habitacionais mais populosos da capital sergipana. Com mais de 70 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), possui uma população equivalente à de grandes cidades do estado de Sergipe, como Itabaiana e São Cristóvão.

Como é de se esperar, hoje o conjunto já não apresenta as mesmas características desde a sua fundação. A maioria das casas já passou por grandes reformas, as ruas são asfaltadas, o comércio se mostra presente a cada esquina, e grandes obras foram construídas para o desenvolvimento da comunidade. Essas são apenas algumas mudanças percebidas, fazendo da comunidade um dos locais que mais se desenvolveram em Aracaju nos últimos anos.

Em 1982, com um plano de desenvolvimento e habitação, o então Governador Augusto Franco cria um conjunto habitacional e dá seu próprio nome: Conjunto Augusto Franco. Durante muito tempo, o bairro Farolândia e o conjunto habitacional se confundiram. De acordo com o professor e historiador da Universidade Tiradentes (Unit), Rony Silva, o conjunto era composto por dunas e restinga de solos arenosos. “A história do conjunto está associada à construção do Farol da Farolândia, um bem tombado pelo Patrimônio Histórico de Sergipe desde 1995”, conta

“Outro ponto da história que importante destacar foi a chegada da família Fontes para vir morar nesta região. Ganha destaque a figura do senhor José Domingues Fontes, que chega aos 18 anos para trabalhar na Marinha do Brasil e encarregado de cuidar do farol, seus restos mortais estão enterrados na capelinha. Indico a leitura do livro ‘Caminhos da Capital: 150 motivos para viver as ruas de Aracaju’, de autoria do professor Jouberto Uchôa de Mendonça e da professora Lúcia Marques Cruz e Silva, que retrata parte da história da Capela da Unit, construída em 1840”, destaca. 

Foi pensando no resgate da memória, que a Unit investiu no restauro da sua Capela, conservando a estrutura original, bem como os túmulos, com datas a partir de 1907, localizados no interior do templo.

Após a construção do Campus da Universidade Tiradentes, em 1994, o bairro teve um grande impulso no seu desenvolvimento com a implantação de vários empreendimentos imobiliários em sua área. A Unit é a primeira instituição de ensino superior particular criada em Sergipe, se destacando pelo alto nível de qualificação de seu corpo docente e modernas instalações.

“A construção do campus da Unit, já na década de 1990, no bairro Farolândia, segue a tendência de expansão da cidade de Aracaju e sua instalação impactou no desenvolvimento do bairro, especialmente com a construção de prédios residenciais, ciclovias, saneamento básico e o fortalecimento de um comércio que respira a vida universitária”, explica.

Leia mais: Grupo Tiradentes: 60 anos de história com forte contribuição da Unit

Compartilhe: