V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Criatividade é o tema que move a 8ª Semex


às 16h47
Compartilhe:
Doutora Cláudia fala sobre a Criatividade para o desenvolvimento local

Doutora Cláudia fala sobre a Criatividade para o desenvolvimento local

Usar da criatividade para promover o desenvolvimento local é um dos objetivos inerentes a toda programação que mobiliza professores, alunos e convidados durante toda a próxima semana

É grande a expectativa da comunidade universitária e da sociedade em geral para a realização no período de 24 a 28 de março, da 8ª edição da Semana de Extensão da Universidade Tiradentes.

Consolidada como o maior evento extensionista, a Semex tem programação de abertura confirmada para as 19 horas da segunda-feira, 24, no Teatro Tobias Barreto, oportunidade em que realiza conferência de abertura abordando o tema “Criatividade para o desenvolvimento local” a fundadora da SEC/MinC, professora  doutora Cláudia Leitão.

O tema norteia uma extensa programação cultural e científica que atende a todos os campi da capital e interior com grande parte das conferências sendo transmitidas de forma simultânea para os polos do EAD. As dezenas de minicursos também são atrativos para os alunos que, ao fazerem suas inscrições, colaboram com instituições beneficentes doando 400 gramas de leite em pó.

Em entrevista para o portal da Unit, a doutora Cláudia Leitão, que também é consultora em Políticas Públicas para a Economia Criativa da Organização Mundial do Comércio – OMC – e da Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento – Unctad, antecipa com exclusividade o que apresenta à comunidade universitária.

Ao discorrer sobre o tema ‘Criatividade para o desenvolvimento local’,  que tipo de mensagem a senhora pretende passar para a academia?

– As convenções internacionais como a da Diversidade das Expressões Culturais da Unesco, assim como grandes encontros sobre cidades vêm priorizando a cultura como o quarto pilar do desenvolvimento dos povos e nações. Por isso, no novo século a dimensão da criatividade no desenvolvimento sustentável torna-se cada vez mais estratégica. Os modelos de desenvolvimento baseados na “economia suja” do petróleo, por exemplo, vão demonstrando sua ineficácia e ensejam a ampliação dos significados do desenvolvimento a partir das chamadas economias criativas, estas representantes de uma “economia limpa”, cujo fundamento é a capacidade de criar.

Em um mercado cada vez mais competitivo, o uso da criatividade é fator importante para a conquista do sucesso? – A criatividade é uma qualidade humana, mas também constitui um direito. Numa sociedade democrática o direito à criatividade é garantido pelo Estado. Não devemos limitar a criatividade a um caráter instrumental, ou seja, um meio de se obter sucesso em uma sociedade capitalista baseada na acumulação e nas assimetrias sociais.

Como lidar com a realidade local de forma criativa? – A criatividade também se desenvolve pela necessidade. Os brasileiros e brasileiras são criativos quando desenvolvem tecnologia sociais  para viver e sobreviver. Diante de realidades tão injustas, os brasileiros das diversas regiões encontram formas de estar no mundo, de empreender no seu cotidiano, de produzir riqueza que merecem ser conhecidas e reconhecidas.

O que significa ser criativo? – Existem dezenas de livros que tentam dar significado à criatividade humana. Psicólogos, filósofos, antropólogos, médicos e outros cientistas vêm estudando a criatividade sob diferentes perspectivas. Mas se quisermos construir um significado à criatividade, eu o faria na perspectiva de Celso Furtado : apesar das grandes ambiguidades nas construções históricas dos modelos de desenvolvimento, não podemos pensar na ideia de desenvolvimento sem criatividade. Por isso, ser criativo implica em encontrar formas alternativas de ser, viver e estar no mundo de um modo sustentável e solidário.

Só o conhecimento não basta para a obtenção dos objetivos? – Existem vários tipos de conhecimento: o tradicional, o intuitivo e o científico são alguns deles. A criatividade se relaciona de modo diferente com cada um desses conhecimentos.

O exercício da criatividade pressupõe a necessidade da inovação contínua, isso é fato, ou podemos ser criativos com a utilização dos recursos que estão ao nosso alcance?  – A criatividade pode ser a antessala da inovação… ou não. Especialmente se considerarmos a inovação um processo criativo que se materializa em um produto ou serviço que encontra um mercado consumidor!

 

Compartilhe: