V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Cuidados com a pele

Você trabalha ao ar livre e não sabe como se proteger do sol? As dicas da especialista Indira Maynart podem te ajudar na prevenção das doenças de pele

às 10h38
Compartilhe:

Com a exposição ao sol e a altas temperaturas, a primeira coisa que vem à mente das pessoas é a utilização do protetor solar. Para muitos, o seu uso fica restrito apenas à praia ou piscina. Mas se você trabalha ao ar livre ou precisa realizar muitas atividades expostos ao sol? O que fazer? É hora de proteger a sua pele. 

“Quanto mais cedo houver a conscientização da prevenção e o cultivo do hábito diário quanto ao uso do protetor solar, evitará a maioria dos danos na pele”, comenta a especialista em dermatofuncional Indira Maynart. A fisioterapeuta é mestre pela Universidade de São Paulo – USP – e, atualmente, é docente do curso de Estética e Cosmética da Universidade Tiradentes.

“Algo que é muito importante e que muita gente não sabe é que a fotoproteção deve ser utilizado 30 minutos antes da exposição solar. Ou seja, para quem trabalha ao ar livre, a primeira aplicação deve ser realizada ainda em casa. Além disso, repor o protetor solar a cada duas horas”, enfatiza Indira.

Você sabia que antes de adquirir um bom protetor solar é preciso entender que existem dois fatores que podem influenciar na hora da proteção? É o FPS e o PPD. O Fator de Proteção Solar determina a proteção contra os raios UVB, que atingem a pele superficialmente, causando a vermelhidão logo após a exposição solar. Já o PPD, que vem do inglês Persistent Pigment Darkening, ou seja, pigmentos persistentes de pigmentação, é designado para proteção contra a radiação UVA, responsável pelo envelhecimento precoce e bronzeamento da pele.  

São os raios UVA os maiores “vilões” para a pele. Isso porque, independente da estação do ano, eles afetam a pele o ano todo, causando lesões, doenças, podendo chegar a casos mais graves como o câncer de pele. “É muito importante ficar atento aos rótulos dos produtos e a composição. O PPD tem que ter pelo menos um terço do FPS. Além disso, prestar atenção quanto aos ativos antioxidantes como vitaminas C e E que combatem radicais livres”, explica a especialista.

“Mesmo com toda proteção, para aqueles que passam muito tempo exposto ao sol também é imprescindível a utilização de chapéu, viseiras, guarda-sol e roupas com FPS para a prevenção tanto do câncer de pelo quanto do envelhecimento precoce”, finaliza Indira.

Compartilhe: