V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Custo de projeto de arquitetura deve avaliar complexidade da obra

A cobrança de taxas, os custos da obra e a remuneração do trabalho da equipe devem ser levados em conta no projeto de arquitetura, que pode ser acessível

às 13h22
 Em um projeto de arquitetura o profissional consegue dimensionar as preferências do cliente, os custos e os resultados de um projeto, com segurança e eficiência (Pedro Miranda/Unsplash)
Em um projeto de arquitetura o profissional consegue dimensionar as preferências do cliente, os custos e os resultados de um projeto, com segurança e eficiência (Pedro Miranda/Unsplash)
Compartilhe:

Como precificar um projeto de Arquitetura e Urbanismo? Desafio comum e diário para os mais diversos profissionais, a atribuição de valores ao trabalho executado requer a avaliação de custos fixos e variáveis, bem como taxas de conselhos, complexidade da prestação de serviço e lucro, claro. 

Para tanto, a arquiteta e professora Sammea Ribeiro, do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Tiradentes (Unit Alagoas), destaca alguns custos que devem ser analisados na hora de definir o orçamento para o cliente.

“Observar desde custos fixos do escritório, como aluguel, condomínio, estagiário, energia, outros arquitetos que façam parte da equipe, bem como os custos variáveis com insumos do escritório devem entrar nessa conta. Além disso, é importante observar quantas horas a equipe vai passar fazendo, analisar o nível de dificuldade do projeto, pois tudo isso deve ser colocado ao mensurar o custo”, salienta.

Ela aproveita para destacar a importância da execução de um projeto arquitetônico e a acessibilidade ao serviço. “Muita gente ainda acha que é um produto elitizado. Mas, a gente tem que perceber e lembrar que o arquiteto e urbanista, dentro de suas atribuições, tem um fator social muito importante. É ele que pensa na moradia popular e é um dever desse profissional garantir, independente de recurso que o cliente tenha, um projeto de qualidade técnica, funcional e estética”, diz Sammea.

Asscom | Grupo Tiradentes 

Compartilhe: