V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Diante do escasso mercado de trabalho, qual a solução para o desempregado

Diante do quadro crescente de recessão na economia e do aumento de demissões, o que deve fazer quem precisa recomeçar após perder o emprego.

às 14h29
Ilustração
Ilustração
Compartilhe:

Com a crise que se abateu repentinamente sobre as empresas e até sobre aqueles que sobrevivem da informalidade, tem sido recorrente o acréscimo de pessoas que perdem suas vagas no mercado de trabalho.

E se em tempos considerados normais, o aviso da demissão atinge de forma certeira o emocional do indivíduo, que dirá neste momento em que a falta de perspectiva de recolocação no mercado de trabalho se transformou numa realidade inexorável.

Capacitações diversas ou mesmo o conhecimento aprofundado sobre a atividade exigida para a contratação não representam, neste momento, a garantia da inserção do indivíduo a esse mercado.

E como tem sido inevitável para milhares de pessoas a notificação da perda dos seus empregos, essa apreensão coletiva agrava ainda mais a estrutura emocional de quem se encontra no epicentro do problema.

Mas, enfrentada a realidade e passado o período necessário para a absorção desse novo momento, o desafio do recomeço se torna a mola propulsora para novas investidas.

Imposta a realidade, a primeira pergunta que insiste em se tornar recorrente é: o que devo fazer?

Para a diretora do Unit Carreiras do Grupo Tiradentes, Janaína Machado, o momento de choque vivido por quem foi demitido é uma realidade. Todavia, ela sugere transformar o luto em luta, por meio de um planejamento de recolocação.

“Como vou procurar emprego, o que devo fazer amanhã e até mesmo dentro de um curto espaço de tempo, são perguntas recorrentes”, diz Janaína.

Ela afirma que procurar emprego dá trabalho, sem trocadilhos! Por isso mesmo, se torna indispensável a atualização de currículo, treino de entrevista por meio da busca de conteúdos (inclusive on-line), listar empresas do seu interesse e recorrer às diversas oficinas e cursos que estejam diretamente relacionados às habilidades. Essas são algumas dicas que podem fazer o diferencial na vida do indivíduo.

“O Unit Carreiras representa uma dessas portas para quem busca inserção no mercado de trabalho. O departamento oferece oficinas especializadas para atender às demandas do mercado, principalmente neste momento”, explica Janaína que considera indispensável para o bem-estar do indivíduo que ele cuide da sua saúde mental.

Ela lembra que, durante a entrevista, a questão mental representa um dos itens que mais são levados em consideração.


Compartilhe: