V E S T I B U L A R UNIT
MENU

É realmente necessário extrair os dentes sisos?

Nascimento tardio dos últimos dentes molares, comum dos 16 aos 21 anos, pode incomodar por falta de espaço na arcada dentária

às 17h33
Os dentes sisos são os últimos a nascerem, dois em cada lado do maxilar e pelo surgimento posterior, e podem ter que ser extraídos (Unsplash)
Os dentes sisos são os últimos a nascerem, dois em cada lado do maxilar e pelo surgimento posterior, e podem ter que ser extraídos (Unsplash)
Compartilhe:

Há uma fase da vida que a maioria das pessoas nem sabia que existia: por volta dos 16 aos 21 anos de idade, quando os dentes chamados sisos começam a incomodar. Eles são os quatro últimos molares a nascerem na arcada dentária, nos dois lados dos maxilares e receberam esse nome porque surgem numa faixa etária chamada de “idade do juízo”, ou siso, em latim. 

Não existe uma regra universal para todas as pessoas, mas, geralmente por conta do nascimento tardio, existe pouco espaço ou mesmo nenhum para acomodá-los adequadamente na boca. Algumas pessoas passam por esta fase incólumes, mas em outros casos, os dentes do siso podem ficar presos embaixo da gengiva, o que pode causar inchaço, desconforto e até mesmo dor. 

Para outras pessoas, estes dentes podem nascer desalinhados ou mal posicionados, de modo que chegam a machucar a boca. Os dentes do siso proporcionam ainda uma higienização mais complicada, por conta da sua localização. A escovação e limpeza inadequadas podem gerar problemas odontológicos como cáries e infecções. Em determinadas situações, o mais indicado pelos cirurgiões dentistas é sua extração.

Problemas e soluções

A presença de situações desconfortáveis citadas acima, como a dor de dente,  dificuldade na mordida, e desalinhamento dos molares são indicativos para a extração dos dentes do siso. Uma visita ao consultório do dentista é essencial para uma avaliação completa do quadro. Haverá situações mais graves que poderá demandar uma extração de urgência, por isso se prevenir é sempre mais recomendável.

Cirurgiões-dentistas especializados neste assunto orientam que os adolescentes de 15 a 18 anos façam uma avaliação completa com o dentista antes mesmo que os últimos molares comecem a nascer. Dessa forma, paciente e dentista se antecipam a eventuais problemas e já se preparam caso a extração parcial ou total dos dentes seja mesmo necessária. 

Por serem dentes com raízes ainda não calcificadas com os ossos, a extração costuma ser mais facilitada, o que não significa ausência de dificuldade no período subsequente, que sempre requer tempo e cuidado para a cicatrização. 

Acompanhamento odontológico 

A ida da criança ao dentista é recomendada antes mesmo do nascimento dos primeiros dentes de leite. Seu crescimento deve ser acompanhamento odontológico, tanto quando pediátrico. Quando existe o costume e a rotina de visita a um consultório durante a infância e adolescência, fica mais fácil detectar os sinais de nascimento dos dentes do siso e a indicação ou não de extração. O tema é mais uma prova da importância da visita frequente ao dentista, para um tratamento preventivo que mantenha a saúde bucal

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: