V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Edentulismo: qual o prejuízo da perda dos dentes em idosos?

O edentulismo é a perda parcial ou total dos dentes permanentes. Nos idosos, essa condição prejudica a saúde e a alimentação.

às 18h14
A professora da Universidade Tiradentes, Dra. Rosemilia Milet.
A professora da Universidade Tiradentes, Dra. Rosemilia Milet.
Compartilhe:

Você já ouviu falar em edentulismo? Possivelmente, não, mas com certeza sabe o que é. Comumente, esse problema acomete adultos, causando a perda total ou parcial dos dentes permanentes. Pode não parecer, mas esse mal tem um impacto negativo na saúde do idoso, principalmente, por isso é importante que a saúde bucal na terceira idade não pode ser negligenciada. 

“O edentulismo pode ser congênito (a pessoa nunca possuiu o germe dentário) ou adquirida durante a vida (patologias ou traumatismos). Acomete mais os adultos e os idosos uma vez que a maior prevalência da perda de dentes apresenta-se de forma adquirida durante a vida”, explica a professora de Odontologia da Universidade Tiradentes, Dra. Rosemilia Milet.

Além do prejuízo estético, a doença também prejudica a saúde do idoso. “Muitas vezes a qualidade de vida do idoso é afetada, pois prejudica a capacidade mastigatória, o consumo de diversos alimentos, a fonação, reduzindo o bem estar, bem como provocando alterações psicológicas e funcionais”, diz.

“É necessário escovar os dentes ao acordar, após as refeições e antes de dormir, bem como utilizar o fio dental, ter uma dieta balanceada, evitando alimentos que possuam alto teor de açúcar, não fumar e visitar o cirurgião-dentista”, acrescenta a professora.

Em 2003, o Ministério da Saúde lançou a Política Nacional de Saúde Bucal (Programa Brasil Sorridente) que possui uma série de medidas que visam garantir ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal dos brasileiros. “É importante garantir uma boa saúde bucal no idoso, pois dessa forma estamos ajudando a melhorar o estado de saúde geral do seu organismo, evitando dessa forma problemas futuros”, afirma.

“Precisamos ficar atentos em relação à população idosa, pois a falta de dentes nessa faixa etária pode afetar a nutrição e dessa forma pode reduzir a imunidade e agravar doenças pré-existentes”, conclui Milet.

 

Leia também: A importância da odontologia no tratamento oncológico

Compartilhe: