V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Egressos da primeira turma de Fisioterapia debatem avanços na profissão

O bate-papo faz parte da programação festiva pelos 50 anos de regulamentação da profissão e os 24 anos de implantação do curso da Unit

às 23h55
Carlos José Oliveira de Matos
Professor Flávio
A aluna Danielle
Compartilhe:

Após 20 anos de formado, o fisioterapeuta e professor Carlos José Oliveira de Matos retorna à Universidade Tiradentes (Unit) para contar sua experiência profissional. O bate-papo faz parte da programação festiva pelos 50 anos de regulamentação da profissão e os 24 anos de implantação do curso da Unit.

“É uma grande satisfação estar aqui, na casa onde me formei, trabalhei, para falar sobre a fisioterapia. Tudo que possuo pessoalmente e profissionalmente foi graças à formação adquirida aqui. Fui professor e coordenador do curso por seis anos, então, é uma honra voltar para contar um pouco dessa trajetória. Os alunos precisam entender que toda conquista é uma batalha, temos que mirar em sempre ser o melhor, criar network e ter atualização constante”, afirmou.

Para a coordenadora do Curso, Luciana Zago, o tema ‘os desafios dos 20 anos de Fisioterapia’ abre múltiplos debates e enriquece a aprendizagem dos alunos. Na opinião da coordenadora, o diferencial da Unit é a estrutura física ofertada aos futuros profissionais da área, os quais dispõem de laboratórios e do Centro de Educação e Saúde da Unit, antigo Ninota Garcia, no bairro Industrial, o qual atende, por mês, cerca de 10 mil pessoas.

“Trouxemos os egressos da primeira turma em duas mesas redondas. Queremos mostrar ao aluno o que o mercado trabalho espera, as perspectivas. Entregamos, recentemente, um laboratório de eletroterapia, o projeto posterior é atender pacientes aqui também, já que hoje o atendimento só é feito na Clínica escola. O que temos de diferencial é a estrutura física que nos proporciona trabalhar com aparelhos de pinta, eletroestimulação e aparelhos que despontam no mercado”, disse, informando que o atendimento no Centro de Educação e Saúde é realizado por meio do SUS, com sessões de duas a três vezes por semana realizada pelo aluno com supervisão de professor.

Professor de exames complementares, ergonomia entre outras disciplinas, Flávio Martins também é egresso da Unit e concorda com a coordenadora sobre a estrutura ofertada. “O curso de Fisioterapia da Unit muda a cada ano. Quando fui estudante, não tinha essa estrutura de hoje, conseguimos um laboratório de eletroterapia no qual os alunos têm aparelhos de alta tecnologia. Tudo isso facilita muito o aprendizado prático e teórico”.

Danielle Pereira Lima é aluna do quarto período, está na organização do evento e fala da alegria em participar de debates com profissionais e professores. “Sinto-me lisonjeada em fazer parte dessa história. A fisioterapia tem crescido muito, ganhando mais peso na sociedade. Escolhi a Unit pela estrutura física que ela oferece para o curso e pela iniciação cientifica”.

Ainda para comemorar os 50 anos de regulamentação da profissão, a Unit realiza a 19° Semana de Fisioterapia entre os dias 16 e 18 deste mês. Mais informações aqui.

Compartilhe: