V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Estudante de Fisioterapia é aprovado em Programa de Mobilidade Acadêmica

Davi Santana é aluno do 9º período e viverá experiência acadêmica na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, em Portugal

às 12h38
Compartilhe:

O desejo em seguir a carreira acadêmica fez o estudante do curso de Fisioterapia da Universidade Tiradentes, Davi Santana apostar em um novo desafio: participar de um intercâmbio em Portugal. O aluno foi um dos aprovados no Programa de Bolsas Ibero-americanas do Santander Universidades. 

O programa tem como objetivo incentivar a vivência de outras experiências acadêmicas e de integração aos diversos contextos e cenários internacionais para aquisição de novos conhecimentos, competências e habilidades. O edital contempla países da América Latina, Portugal e Espanha.

“Sempre achei que o intercâmbio era algo muito distante da minha realidade, era um sonho distante de criança. Mas, como tenho bastante vontade de seguir a carreira acadêmica, coincidiu que o intercâmbio acrescentaria bastante na minha vida profissional. Por isso, pensei tanto nas oportunidades profissionais quanto no desejo pessoal”, declara Davi. 

“Entre as várias opções que a Unit disponibilizou, fui procurar a que mais fosse adequada ao meu perfil, com uma boa qualidade educacional, por isso o Instituto Politécnico da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, em Portugal”, acrescenta o acadêmico. 

“Portugal, para mim, sempre foi a minha primeira opção, porque é algo que trago da minha adolescência. Por ter alguns livros poéticos publicados e ter uma admiração literária, sempre quis conhecer o país que tanto mantém uma relação dialógica literária com o nosso”, assegura. 

Durante a graduação, Davi sempre recebeu o apoio do corpo docente da instituição de ensino. “Sempre existem aquelas pessoas que nos adotam e incentivam bastante. Tenho muito orgulho dessa instituição, pois entendo que, mais que uma casa de conhecimentos, é um lugar de encontro com pessoas humanas que se tornam parte da sua trajetória acadêmica. Os docentes Luciana Zago, Flávio Martins e Lícia Santana são exemplos claros dessas pessoas que encontramos por lá”, destaca. 

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o estudante deverá fazer a mobilidade acadêmica no próximo ano. 

Compartilhe: