V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Evento pioneiro debate interfaces de atuação entre psicologia do trabalho e do esporte

A iniciativa foi realizada no auditório Padre Melo, Bloco D, do Campus Aracaju Farolândia da Unit

às 11h59
Compartilhe:

Com o objetivo de discutir as interfaces de atuação entre a psicologia do trabalho e do esporte, a Universidade Tiradentes, por meio do curso de Psicologia da instituição de ensino, em parceria com Conselhos Regionais de Psicologia de Sergipe – CRP19 – e do Rio de Janeiro – CRP05, realizou um debate pioneiro no estado. O evento, que aconteceu na última sexta-feira, 02, no auditório Padre Melo, contou também com o apoio do Conselho Federal de Psicologia e Associação Brasileira de Psicologia do Esporte (ABRAPESP).

“É a primeira vez a que a gente traz para a universidade este debate e uma mesa conjunta para falar de interfaces nessas duas áreas. É uma discussão necessária e que a gente precisa fazer porque estamos colocando muitos profissionais no mercado de trabalho e temos que buscar os diferenciais”, declara a professora do curso de Psicologia da Unit Lidiane dos Anjos, membro da diretoria do CRP19 e uma das responsáveis pelo evento.  

“Temos 60 anos de caminhada da psicologia e ainda verificamos muitos profissionais inseridos apenas nas áreas mais convencionais”, enfatiza a docente.

A prática profissional diante das realidades brasileiras, um novo olhar para a saúde do trabalhador e a interseção entre a psicologia do esporte e a psicologia organizacional e do trabalho foram temáticas debatidas no evento.

“A programação foi formatada junto ao Conselho Regional do Rio de Janeiro pensando realmente em otimizar não somente a parte de pesquisa, mas também trazer a nossa dificuldade, um olhar bem prático dos nossos desafios hoje, pensando regionalmente e trazendo um debate nacional”, explica professora Lidiane.

“Certamente a psicologia do trabalho e do esporte são áreas que tendem a crescer. Elas possuem muita relação e possivelmente isso vai se tornar uma ação nacional em função da similaridade e das vantagens que tanto uma quanto outra podem trocar e fazer esta interlocução”, afirma a professora Elizabeth Lacerda, representante do Conselho Federal de Psicologia.

“Não tenho dúvida que trazer essas discussões para a universidade é muito positivo. Precisamos entender que o profissional começa a sua postura e sua conduta durante a formação”, acrescenta Elizabeth.

A abertura oficial do evento contou com a participação do presidente do CRP19, Claudson Rodrigues e da coordenadora do curso de Psicologia da Unit, professora doutora Angélica Piovesan. “É importantíssimo para o nosso curso divulgar as áreas de trabalho da psicologia e apresentar novos campos de atuação”, salienta Angélica.

Compartilhe: