V E S T I B U L A R UNIT
MENU

CRF presta homenagem a professores da Unit no dia do Farmacêutico

Farmacêuticos comemoram o dia da profissão e discutem sobre a utilização de substâncias derivadas da Cannabis para efeitos medicinais

às 18h31
Juliana e Adriana, homenageadas
Juliana e Adriana, homenageadas
Professores da Unit participam do evento
A palestrante discorre sobre a regulamentação da Cannabis para uso medicinal no Brasil
Compartilhe:

Para comemorar o Dia do Farmacêutico, o Conselho Regional de Farmácia – CRF – de Sergipe promoveu na tarde dessa segunda-feira, 20, um encontro festivo que foi cenário para homenagens a profissionais da área. O momento aconteceu no Museu da Gente Sergipana, Centro de Aracaju.

Dentre os docentes homenageados estavam a coordenadora do curso de Farmácia da Universidade Tiradentes – Unit -, professora Juliana Mendonça e a professora Adriana Karla de Lima.

“Tive a honra de ser homenageada em meio a tantos profissionais renomados aqui no Estado pelo trabalho que venho desenvolvendo não apenas na Unit há cinco anos, como também na minha área de Farmácia Hospitalar durante esses 12 anos de profissão”, reitera professora Juliana Mendonça.

Para a professora Adriana Karla de Lima, o farmacêutico é um profissional atuante, apesar de sempre precisar de uma intensificada divulgação sobre o processo executivo e a forma de como ele contribui para a sociedade. “Esta homenagem prestada e registrada na edição atual da Revista do Farmacêutico me enche de orgulho e estímulo para continuar nossas atividades acadêmicas”, lembra.

A entidade de classe encerrou a programação com uma palestra, seguida de amplo debate sobre a aprovação e regulamentação da cannabis para uso medicinal no Brasil. O assunto foi debatido pela professora e pesquisadora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Margarete Akemi Kishis.

O presidente do CRF/SE, Marcos Rios, salienta que o tema escolhido para debate está em evidência na sociedade dada a recente regulamentação da Anvisa sobre o uso medicinal da cannabis que propõe oferecer ao paciente um melhor tratamento possível.

“Como a cannabis sempre esteve muito associada pejorativamente com o uso recreativo da maconha é preciso desmistificar. E o propósito desse tema aqui é trazer à sociedade a desmistificação de que o uso de substâncias derivadas do cannabis tem potencial médico e precisam ser utilizados porque há doenças que são melhor tratadas com esses tipos de substâncias”, salienta o presidente do CRF/SE, Marcos Rios.

Ainda no evento, aconteceu o juramento dos formando em Farmácia da Unit como parte da solenidade de colação de grau.

Compartilhe: