V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Feira Científica

Evento reúne expositores da Unit e de parceiros para aproximar o aluno à área acadêmica de forma lúdica e dinâmica.

às 21h14
Como parte da programação da Semana de Pesquisa da Universidade Tiradentes – Unit –, a quinta edição da Feira Científica acontece nesta quarta-feira, 26, das 14h às 22h, no minishopping do campus Farolândia.
Stand do Laboratório de Tratamentos e Resíduos e Efluentes do ITP
Stand do Laboratório de Tratamentos e Resíduos e Efluentes do ITP
Feira acontece até às 22h desta quarta-feira, 26
Professora doutora Ada Augusta Celestino Bezerra, com parte da equipe do Obeduc
Estudantes de Medicina, Paula Santana e Isabela Carvalho, falam sobre saúde da mulher
Representantes do Fórum Sergipano de Comitês de Bacias Hidrográficas
Coordenadora do evento, professora Luciana Maria de Holanda
Compartilhe:

Organizada para proporcionar uma experiência dinâmica, as mais variadas áreas das humanas, exatas e saúde compõem a Feira esse ano, dando espaço, ainda, aos expositores parceiros, como o Instituto de Tecnologia e Pesquisa – ITP –, Associação Sergipana de Ciência, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa –, Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe – Fapitec – e o Fórum Sergipano de Comitês de Bacias Hidrográficas.

De acordo com a coordenadora do evento, Luciana Maria de Holanda, o objetivo é apresentar diversas linhas de pesquisa que a Unit proporciona ao aluno. “Para que observem e conheçam um pouco melhor todas as frentes de pesquisa. Eu acho que a Feira engrandece para eles travarem contato com as mais diferentes áreas. Está todo mundo muito bem articulado”, comenta.

Sheila Feitosa, representando o Fórum Sergipano de Comitês de Bacias Hidrográficas, conta que a Feira Científica da Unit é um bom momento para divulgar a vaga disponível no Parlamento Nacional de Juventude pela Água. “Inspirado em um modelo adotado em outros países, estamos em busca de outro parlamentar, por isso abrimos inscrições para jovens que sejam engajados e que queiram ocupar os espaços públicos com discussão sobre a gestão hídrica. Esperamos conseguir sensibilizar os alunos da Unit quanto ao papel do Parlamento e do Fórum”, coloca.

As estudantes de Medicina, Paula Santana e Isabela Carvalho, apresentam as principais temáticas voltadas à saúde da mulher. “Aproveitando o momento do Outubro Rosa, divulgamos informação sobre os temas ligados ao público feminino com banners explicativos e lúdicos. Queremos sensibilizar e apresentar nossa preocupação em relação a isso”, afirma Isabela Carvalho, aluna do 5º período do curso.

Enquanto isso, a estudante de Engenharia Ambiental de iniciação científica, Naranajda Cavalcante, apresenta os diversos tipos de tratamentos usados hoje em dia para tratar efluentes no stand do Laboratório de Tratamentos e Resíduos e Efluentes do ITP. “Temos diversos tipos de tratamento, eletroquímico, fúngico, de coagulação e floculação. Todo tratamento depende do efluente e precisamos realiza-los para que sejam descartados representando o mínimo de impacto ambiental possível”, explica.

O supervisor de Comunicação da Embrapa, Saulo Coelho, explica que a parceria com a Unit representa oportunidade para avanços científicos no Estado. “Como empresa de Ciência que a Embrapa é, tem como parte de sua missão, disseminar esse conhecimento e um público extremamente interessante é o acadêmico, auxiliando os estudantes em pesquisas e captando talentos para o futuro. Queremos que nosso corpo de pesquisa se renove cada vez mais com qualidade e vocação para ciência. Não teria momento mais apropriado para isso que na feira de Ciências da Sempesq da Unit, que é nossa grande parceira”, avalia Saulo Coelho. No stand da Embrapa, os alunos têm acesso a alguns tipos de tecnologias e amostras do que é cultivado em Sergipe, contando um pouco de sua história.

Outro forte ponto desta quinta edição da Feira Científica é o Observatório de Educação – Obeduc – que há seis anos realiza um trabalho no sertão sergipano junto a jovens e adultos, principalmente na formação de seus professores; desde a alfabetização de adultos e com ensino médio e fundamental de adolescentes. Este é um financiamento da CAPES conduzido pela Unit com 16 bolsistas, professores da rede pública e voluntários. A professora doutora Ada Augusta Celestino Bezerra, pesquisadora do Programa de Pós Graduação em Educação, apresenta com orgulho os trabalhos realizados pelo grupo. “O nosso ponto de partida é a valorização da região, a auto estima do jovem adulto do sertão e a busca da literacia e numeracia para dar fluência dessas pessoas no atual estágio da ciência e tecnologia”, explica.

Conheça os parceiros

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA; Sergipe Parque Tecnológico – SERGIPETEC; Fundação de Apoio à Pesquisa e à inovação Tecnológica do Estado de Sergipe – FAPITEC; Associação Sergipana de Ciências – ASCI; Núcleo de Estudos em Sistemas Coloidais – NUESC; Laboratório de Prevenção e Controle de Incrustação – LPCI; Laboratório de Biologia Molecular – LBM; Laboratório de Biologia Tropical – LBT; Laboratório de Doenças Infecciosas e Parasitárias – LDIP; Laboratório de Morfologia e Biologia Estrutural; Espaço Mulher; Observatório de Educação – OBEDUC/Unit/CAPES; Laboratório de Tratamento de Resíduos e Efluentes – LTRE; Laboratório de Estudos Biológicos e Produtos Naturais; Grupo de Estudos e Pesquisa em Cuidados Críticos; Laboratório de Nanotecnologia e Nanomedicina – LNMED.

 

Compartilhe: