V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Feira de Orgânicos reforça importância de alimentação sustentável

Em parceria com a Orgânicos na Mesa, o curso de nutrição trouxe a Feira de Orgânicos para o 2º Congresso Nacional de Nutrição.

às 16h44
Compartilhe:

A procura por produtos de alimentação orgânica cresceu nos últimos anos. Devido ao cultivo livre de agrotóxicos, transgênicos e materiais sintéticos, os orgânicos possuem mais nutrientes, são mais saborosos e colaboram para um meio de vida mais sustentável. Pensando no incentivo ao consumo sustentável e à consciência alimentar, o 2º Congresso Nacional de Nutrição da Universidade Tiradentes (Unit) trouxe a Feira de Orgânicos, nesta quinta-feira, 1º.

Segundo o coordenador operacional do curso de nutrição, Dr. Hugo Xavier, a motivação da feira tem tudo a ver com o tema no congresso deste ano. “Por estamos falando de consumo sustentável e consciência alimentar, nada mais salutar do que trazer para dentro da universidade uma feira com alimentos mais saudáveis, sem falar que são mais saborosos”, diz.

“Esses produtos são cultivados em sistemas produtivos livres de agrotóxicos e materiais sintéticos e contribui para o fortalecimento de um novo modelo de produção agropecuária e agroindustrial, baseado em diversas questões fundamentais à sobrevivência do planeta, exemplo disso é a manutenção da quantidade e qualidade da água e a manutenção da biodiversidade”, salienta Xavier.

Para a nutricionista Jamylle Almeida, criadora da Orgânicos na Mesa, a ideia de criar a rede de distribuição de produtos orgânicos surgiu durante uma pesquisa realizada na graduação, quando ela entendeu como era importante consumir alimentos orgânicos. “O Brasil é um dos países que mais utiliza agrotóxicos no mundo e que está associado a muitas doenças. Desde a pessoa que consome, que tem a intoxicação crônica ao longo dos anos, ao produtor que aplica, que muitas vezes chega a passar mal, vai para o hospital. Isso é subnotificado”, aponta.

“Mas, simplesmente, eu não encontrava. Eu não tinha tempo de ir para a feira e quando ia, não conseguia encontrar. Isso me causava muita angústia. Então, tive a ideia: ‘por que que eu não levo o orgânico na casa das pessoas? Eu gostaria de receber na minha, então eu vou resolver esse problema para as outras pessoas”, relembra. Três anos depois, ela conta com 13 produtores parceiros que utilizam a loja virtual para divulgar seus produtos. São produtores de Campo do Brito, Indiaroba e Colônia Treze (Lagarto). 

“O meu sonho era que as pessoas se alimentassem melhor, mas para isso elas precisavam se conscientizar. Hoje, muitas pessoas já têm essa consciência e as que não tem, a gente busca conscientizar através da informação. A Orgânicos tem muitos clientes que são pacientes oncológicos ou que têm outros problemas de saúde. E é uma satisfação muito grande poder ajudar uma pessoa a cuidar da saúde e a comer um alimento que ela sabe que é seguro consumir porque não tem agrotóxico. Para mim, que sou nutricionista, sinto que estou cumprindo minha missão de profissional da saúde”, conclui Jamylle.

 

Leia também: Professora da Unit faz alerta sobre o consumo de alimentos ultraprocessados

Compartilhe: