V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Futuros médicos promovem jornada

Ampliar, reciclar e fortalecer o conhecimento acadêmico dentro da universidade é um dos propósitos que motiva a realização da jornada de Gastro da Unit

às 18h09
Sempre preocupados em manter os conhecimentos atualizados, acadêmicos de Medicina se reúnem com o objetivo de discutir questões relacionadas a fatores que provocam doenças no aparelho digestivo
O conferencista convidado doutor Sender
O conferencista convidado doutor Sender
Os alunos prestigiam a abertura da Jornada
O acadêmico e secretário da Liga Cláudio José Pinto de Souza Júnior
Compartilhe:

Com a perspectiva de aprimorar conhecimentos sobre enfermidades do sistema digestório sob a vertente da interdisciplinaridade, alunos do curso de Medicina que integram a Liga de Gastroenterologia e Hepatologia de Sergipe promoveram na noite da sexta-feira, 16, no auditório do DeCós Day Hospital a 3ª Jornada de Gastroenterologia e Hepatologia de Sergipe.

Secretário da Liga homônima ao título da jornada o acadêmico do 9º período de Medicina Cláudio José Pinto de Souza Júnior destaca a realização do evento como uma forma de instigar os colegas a discutirem assuntos correlatos fora da sala de aula. “Esse evento representa mais uma oportunidade para experimentarmos a prática efetiva da profissão”, salienta Cláudio.

“O curso de Medicina não termina na faculdade. Por isso mesmo, a realização de atividades extracurriculares, o relacionamento com colegas de outras instituições e professores das diversas áreas acaba completando o processo de ensino e aprendizagem”, reconhece o coordenador do curso, professor Richard Halti Cabral.

Durante sua fala, o conferencista convidado, doutor Sender Miszputem, salientou que um dos assuntos mais palpitantes da atualidade é o estudo da flora bacteriana, hoje chamada de microbiótica. “Estão sendo descobertas relações dessa microbiótica com várias doenças do aparelho digestivo e fora dele. De tal forma que quero acreditar que num futuro não muito distante a gente passe a relacionar alterações dessa flora bacteriana com doenças que podem ser até tratadas com a manipulação dessa flora”, pondera doutor Sender.

Compartilhe: