V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Grupo de Mulheres encerra atividades

Um dos grupos de mulheres formado pela Clínica de Psicologia da Unit encerra suas atividades do período letivo

às 14h28
Último encontro do semestre
Último encontro do semestre
A professora Elen ladeada pelos acadêmicos Jamile e Igor
A sociabilização é o desejo de Analice Melo de Andrade
Compartilhe:

Selecionadas a partir da fila de espera dos usuários dos serviços oferecidos pela Clínica de Psicologia da Unit, as mulheres que integram o grupo homônimo participaram na tarde da última quinta-feira, 15, das atividades de encerramento do semestre.

É feita a inscrição do usuário seguido de um plantão de acolhimento breve e da colocação do seu nome numa fila de espera. Quando detectadas as semelhanças dos problemas por esses usuários são convidados a participar de um grupo que agregam queixas parecidas. No caso das mulheres que participam do grupo cujas atividades do semestre foram encerradas na tarde da quinta-feira há características comuns como a proximidade da faixa etária e dos problemas apresentados.

“São mulheres que têm depressão, histórico de ansiedade e até mesmo problemas com parentes relacionadas à questão da saúde mental”, esclarece a professora e Assistente Social da Clínica, Sabrina Barbosa Ferreira.

Durante os encontros que acontecem semanalmente com durabilidade de 1h30, as mulheres são acompanhadas pelo Serviço Social através de uma estagiária que atua no grupo com intervenções programadas para o desenvolvimento de temáticas que são pertinentes ao grupo.

Durante o semestre a Clínica formou quatro grupos: dois de mães e dois de mulheres, fato que caracteriza um dado interessante na visão da professora Sabrina. “Temos uma procura muito maior por parte das mulheres para a resolução dos seus problemas. Elas são mais susceptíveis à ajuda psicoterápica”, revela a docente alegando que os homens são mais resistentes à ajuda psicológica.

No caso do grupo de mulheres que encerrou suas atividades na quinta-feira (e nos demais), outra característica é uma quantidade limitada de até oito integrantes, o que possibilita a que as mesmas encontrem durante as sessões semanais um acolhedor espaço de fala através da troca de experiências.

A intervenção da Psicologia acontece de forma simultânea durante o encontro das mulheres e é supervisionada pela professora Elen Rose. O grupo é acompanhado ainda por estagiários de Psicologia.

Criar um espaço de troca de experiência e fazer com que as mulheres analisem e revejam as suas próprias situações dentro do contexto para que possam trabalhar a autoestima é um dos principais objetivos do Grupo de Mulheres.

Analice Melo de Andrade é um exemplo de superação dentro do grupo que integra há apenas três meses. A procura pela ajuda se deu em razão da necessidade que ela sentia em se sociabilizar. “Sinto dificuldade em me relacionar com o público e nesse sentido percebo que apesar dos poucos momentos que vivenciei com as colegas do grupo, percebo haver uma melhor interação”, confessa satisfeita.

“Quando cheguei aqui encontrei mulheres muito doloridas, sofridas e com um discurso muito repetitivo. Daí começamos a inserir arte”, justifica a professora e Psicóloga Elen Rose que já desenvolve um trabalho consubstanciado na Psicoterapia. A docente lembra que a condução do grupo de mulheres conta com o indispensável apoio dos estagiários de Psicologia das disciplinas Específico um e dois.

O concludente Igor Andrade de Santana se sente privilegiado por ser o único acadêmico masculino a participar dos trabalhos terapêuticos com o Grupo de Mulheres.

“Por ser um grupo feminino, discutimos na supervisão como seria a minha entrada e foi surpreendente porque elas puderam resinificar também a imagem de uma figura masculina através da minha imagem”, pondera o acadêmico.

Acadêmica de Serviço Social Jamile Almeida Sales acredita que sua participação no grupo representa a certeza de que incorpora à sua atividade como futura profissional uma experiência única. “Esse grupo me proporciona muita experiência já que fortalece e estimula ações voltadas para despertar nessas mulheres seus próprios potenciais”, conclui.

Compartilhe: