V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Herbário da Unit faz parte da Sociedade de Botânica do Brasil

O herbário da Unit possui cerca de mil espécies de exsicatas armazenadas que fazem parte da Sociedade Botânica do Brasil – SBB.

às 21h41
Professor de Ciências Biológicas e curador do herbário, Marcelo Brito
Professor de Ciências Biológicas e curador do herbário, Marcelo Brito
Estudante do Bacharelado em Ciências Biológicas, Victor França é estagiário do herbário da Unit
São cerca de mil espécies de diversas partes do país
Parte do laboratório
Possui cerca de mil espécies de exsicatas – amostras de plantas secas, prensadas e armazenadas em cartolina – de diversas partes do país
Compartilhe:

Com papel fundamental no desenvolvimento de pesquisas, armazenamentos de espécies e crescimento da botânica, é assim o funcionamento do herbário organizado pelo curso de Ciências Biológicas da Universidade Tiradentes, que faz parte da Rede Brasileira de herbários da Sociedade Botânica do Brasil – SBB. Atualmente, possui cerca de mil espécies de exsicatas – amostras de plantas secas, prensadas e armazenadas em cartolina – de diversas partes do país.

Segundo o professor de Ciências Biológicas e curador, Marcelo Brito, o herbário faz parte do catálogo de Brahms (Botanical Research and Herbarium Management System ou Sistema de Pesquisa Botânica e de Gerenciamento de Herbários), pertencente à Universidade de Oxford, na Inglaterra. “Também estamos no depósito do Brahms, que é um software desenvolvido na Inglaterra onde os herbários do mundo inteiro são catalogados. Apesar de ser um herbário novo, com cerca de mil espécies já estamos no Brahms”, destacou.

O estudante do Bacharelado em Ciências Biológicas, Victor França é estagiário do herbário da Unit e, para ele, dispor de um espaço como esse é de suma importância não só para a comunidade acadêmica. “O nosso laboratório não está somente a nível acadêmico, pois vários pesquisadores do mundo todo, que trabalham na área de botânica sempre precisam de alguma espécie para realizar certas análises. Tem espécies que não existem em regiões específicas do mundo, que existem apenas na coleção de uma faculdade”, disse.

Plantas Medicinais

O curso de Ciências Biológicas em parceria com o curso de Farmácia administra mais de quarenta espécies de plantas medicinais. Boldo do Chile, Pimenta da Costa, Babosa, Hortelã, Manjericão, Capim Santo e Aluman fazem parte da coleção. De acordo com o professor de Ciências Biológicas, Marcelo de Brito manter essa variedade por vinte e quatro anos não é uma tarefa muito fácil.

“É difícil um trabalho de pesquisa mantendo uma coleção dessa por tanto tempo. É muito importante cultivar espécies que vão servir para estudos da área de ciências biológicas, farmácia e outras áreas que necessitarem de material”, conta.

Compartilhe: