V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Importância do fomento à economia local

Diante da repentina mudança na prática do comércio, pequenos comerciantes encontram no segmento da economia alternativas de sobrevivência a partir da comercialização dos seus produtos dentro da própria comunidade.

às 12h58
A economia local proporciona o fortalecimento dos investidores aos seus próprios negócios.
Foto de internet
Foto de internet
Compartilhe:

Diante da repentina mudança na prática do comércio, pequenos comerciantes encontram no segmento da economia alternativas de sobrevivência a partir da comercialização dos seus produtos dentro da própria comunidade.

O investimento com medidas de economia cada vez mais acentuado na imagem do negócio praticado pelo comerciante local vem obtendo bons resultados através da utilização de ferramentas de propagação as mídias sociais. E mesmo sem poder competir com as grandes redes, os pequenos investidores se utilizam dos mesmos recursos que oferecem democraticamente as mídias sociais para dar visibilidade aos seus produtos.

O necessário incentivo à essa categoria de profissionais faz com que os mesmos mantenham seus serviços ativos desde que ofertem junto com eles credibilidade na marca do produto.

“É importante incentivar o comerciante local, do seu bairro ou da sua comunidade, porque proporciona dois benefícios:  o fortalecimento da economia local do seu bairro e do pequeno negócio; e, ajuda a manter os empregos gerados pelo pequeno comerciante”, explica o economista Josenito Oliveira.

Para o professor Josenito essa é uma forma do consumidor ajudar o comerciante e aos seus empregados, além de fortalecer a economia da comunidade.

Na opinião do Administrador e professor de Administração José Walter, o principal objetivo de incentivar o comerciante local em detrimento das grandes redes é manter o dinheiro circulando dentro do local onde vivemos. Circulando de forma mais próxima o dinheiro fortalece as empresas de comerciantes locais que sustentam suas famílias, seus empregados e também os próprios fornecedores locais, favorecendo assim a todos.

“O incentivo pela compra do pequeno é porque favorece a circulação de moeda próximo da nossa localidade onde residimos e isso mantém a nossa população mais forte, fortalece aquele comerciante que tende a crescer cada vez mais dentro desse ambiente em que atua”, explica o professor Walter.

Caminhos possíveis

O movimento Ed. Sergipe estimula que os empreendedores adquiram os produtos de fornecedores locais o que faz com que o dinheiro permaneça dentro da região. A cidade de Itabaiana é um exemplo da prática constante desse movimento e os resultados tem sido muito promissores, especialmente nesses momentos de crise.

Compartilhe: