V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Juíza sergipana e docente do Mestrado da Unit é nomeada para o CNJ

A nomeação de Flávia Pessoa para o CNJ no biênio 2019-2021 foi publicada no Diário Oficial da União no fim de 2019. O pleno do TST que elegeu os nomes.

às 13h40
Juíza Flávia Pessoa, docente do Mestrado em Direito e nova Conselheira do CNJ
Juíza Flávia Pessoa, docente do Mestrado em Direito e nova Conselheira do CNJ
Compartilhe:

Sergipana, juíza da 4a Vara do Trabalho de Aracaju, docente do curso de Mestrado em Direito da Universidade Tiradentes e agora Conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A nomeação de Flávia Moreira Guimarães Pessoa, pelo presidente da República Jair Bolsonaro, foi publicada no Diário Oficial da União de 23 de dezembro de 2019.  

Após sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, a sergipana teve o nome aprovado no dia 5 de novembro, juntamente com o da desembargadora Tânia Regina Silva Reckziegel, do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, pela CCJ, para as vagas destinadas a magistrados de segundo e primeiro graus da Justiça do Trabalho no CNJ biênio 2019-2021.

O Pleno do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que elegeu os nomes para tal composição. “É um momento, sem dúvida, muito especial e com muitos desafios pela frente”, disse.

Pessoa, que ocupa a cadeira número 3 da Academia Sergipana de Letras Jurídicas e a Cadeira 67 da Academia Brasileira de Direito do Trabalho, adianta que não haverá alteração na carreira no TRT 20, já que com o mandato concluído, volta a exercer as funções de Juíza Titular da 4a Vara do Trabalho de Aracaju.

Já sua rotina em sala de aula, ela garante que não haverá mudanças. “Continuarei trabalhando na Universidade Tiradentes, da mesma forma que atualmente, mas com certeza com muito mais experiência profissional”, revelou.

Compartilhe: