V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Maio Amarelo e a educação no trânsito em tempos de pandemia

Polo Unit EAD de Arapiraca realizou uma discussão virtual com o objetivo de gerar reflexão sobre acidentes de trânsito e como evitá-los.

às 22h19
Compartilhe:

Por Roberta Andrade e Raquel Passos

Com o tema “Educação e Segurança no Trânsito em Tempos de Pandemia”, a Universidade Tiradentes – Unit – promoveu um encontro virtual com o pedagogo especialista em Educação e Segurança no Trânsito, instrutor teórico e de trânsito profissionalizante para motoristas profissionais, Carlos Alberto, em alusão ao Maio Amarelo.

O convidado ressaltou a importância da  direção defensiva como peça fundamental para se evitar acidentes no trânsito. “Ela nada mais é do que seguir regras e respeitar normas de trânsito. Se forem simplesmente aplicadas, elas  praticamente eliminam os acidentes (…) porque para todo acidente há no mínimo uma infração de trânsito”, explicou. 

De acordo com Alberto, as regras  existem e devem ser conhecidas pelos condutores e, também, pelos pedestres e ciclistas.  “O papel de uma Secretaria de Transportes e Trânsito é muito mais de tentar conscientizar e educar para as regras – assim como a gente faz em casa e em outras atividades. O trânsito é o nosso meio ambiente onde convivemos todos os dias”, frisou.

Para ele, há dois tipos de condutor: o preventivo e o corretivo. “O condutor preventivo é aquele que vê um ônibus parado no ponto e se atenta para o fato de que muitas pessoas descem do coletivo e já seguem para atravessar a via, sem que possam ser vistos por quem trafega na pista ao lado do ônibus. Já o motorista corretivo mantém a mesma velocidade, preocupa-se apenas consigo e tenta evitar o choque apenas no momento”, pontuou.

Se a sociedade busca evoluir, é preciso mudar o conceito de que as regras existem para gerar infrações, mas para que se evite ou reduza os acidentes. “Uma de nossas maiores preocupações é  com o trânsito de motocicletas. Apenas como ilustração, de 100 atendimentos por acidentes em nossos hospitais, 90 são de motos. E de forma geral, 99% dos acidentes são por algum tipo de infração a regras”, alertou.

Alberto comentou ainda sobre as recentes mudanças na legislação de trânsito e ressaltou as atividades que vêm sendo realizadas no Maio Amarelo. “Todas com  foco para acentuar uma reflexão sobre o crescimento absurdo dos acidentes de trânsito – que estão se transformando em banalidades”, concluiu. 

A transmissão da live foi mediada pela coordenadora do polo Unit EAD de Arapiraca, Daniele Paulino. Para assistir na íntegra, clique a seguir: 

Compartilhe: