V E S T I B U L A R UNIT
MENU

O patrimônio e sua preservação


às 17h41
Compartilhe:
Ana Conceição Sobral de Carvalho ao ser homenageada

Ana Conceição Sobral de Carvalho ao ser homenageada

Memorial de Sergipe presta homenagens a personalidades sergipanas que desenvolvem um importante trabalho sobre a preservação do patrimônio cultural do Estado.

A noite de sexta-feira, 15, foi de festa para o Memorial de Sergipe. A instituição museal da Unit mobilizou intelectuais sergipanos para uma programação realizada no Teatro Tiradentes, alusiva aos 158 de aniversário da mudança da capital de São Cristóvão para Aracaju e para comemorar os 15 anos de inauguração do espaço cultural que preserva, entre outro, a memória de Rosa Faria – cujo acervo registra 45 anos e é mantido pelo Memorial.

Na oportunidade, além da palestra proferida pelo professor e coordenador do curso de História, Rogério Freire da Graça, acerca do tema “Revisitando Aracaju: entre o Eclético e o Dèco”, evidenciou a importância da preservação patrimonial, também foram prestadas homenagens a personalidades que protegem e propagam a importância de se manter viva a memória através de bens culturais, materiais ou imateriais.

Receberam placas de homenagens o reitor da Unit, professor Jouberto Uchôa de Mendonça, a professora e pesquisadora Maria Lúcia Marques, Verônica Maria Menezes Nunes, o professor Rogério Freire, a diretora-presidente do Iphan, professora Terezinha Alves de Oliva, a diretora do núcleo de patrimônio da Secretaria de Estado da Cultura, a Coordenadora de Preservação da Subsecretaria de Estado do Patrimônio Cultural, Ana Conceição Sobral de Carvalho e o memorialista Murilo Merlins.

Todos os homenageados pelo Memorial de Sergipe

Todos os homenageados pelo Memorial de Sergipe

Para a professora Ana Conceição Sobral, a homenagem é motivo de felicidade e de satisfação pessoal pelo reconhecimento do seu trabalho em defesa da memória e da preservação do patrimônio histórico e cultural do Estado, principalmente pelos bens tombados na capital sergipana.  Na opinião da homenageada, as universidades estão abrindo caminho para que novos profissionais comecem a desenvolver atividades pertinentes à área de preservação da memória. Ela cita monumentos que já foram restaurados e que muito representam para o Estado a exemplo do prédio que abriga o Palácio Museu Olímpio Campos, do prédio do Museu da Gente Sergipana. E lembra que agora está sendo concluída a restauração do prédio da Delegacia da Fazenda.

O historiador Murilo Merlins é um frequentador assíduo do Memorial de Sergipe. Ao receber as homenagens ele destacou sua satisfação em poder acompanhar de perto e ao longo dos últimos anos todo o trabalho que vem sendo empreendido pelo professor Uchôa no sentido de preservar a cultura sergipana.

O reitor da Unit, por sua vez, ao receber a placa que personifica o reconhecimento do Memorial pela sua incansável labuta em prol dos bens culturais, diz que o gesto representa a consagração de tudo o que foi feito. O professor Uchôa acrescentou que se sente muito mais realizado por saber que a Unit está revelando para as pessoas o seu compromisso com a preservação da memória do Estado e dos homens que fizeram a grandeza sergipana.

Durante a solenidade realizada no Teatro Tiradentes o público teve a oportunidade de apreciar a exposição itinerante que revela em dez painéis, textos e fotos de momentos significativos da nossa história no que diz respeito à sua arquitetura. Esta mesma exposição foi aberta na noite desse domingo, 17, no Shopping Jardins e lá permanece à disposição do público até a próxima quarta-feira, dia 20. Ao deixar o shopping, a exposição volta para o Memorial de Sergipe de onde será disponibilizada para as unidades de ensino da capital interessadas em mostrar aos seus alunos como é importante manter viva a memória do nosso patrimônio.

Na manhã do sábado, durante o hasteamento das bandeiras

Na manhã do sábado, durante o hasteamento das bandeiras

Na manhã do sábado, 16, ainda como parte da programação, o Memorial atraiu um número significativo de alunos e pessoas da comunidade para uma programação cívica ocorrida em suas dependências e que teve início com hasteamento das bandeiras e com a execução do Hino Nacional pela Banda do 28º Batalhão de Caçadores.

 

Fotos – Marcelo Freitas

Compartilhe: