V E S T I B U L A R UNIT
MENU

O ‘uso racional de plantas medicinais’ é tema de oficina realizada na UBS Roberto Paixão

A primeira ação foi realizada no último dia 07 e contou com a participação de estudantes e docentes do curso de Farmácia da Unit

às 13h37
Compartilhe:

Com o objetivo de conscientizar a população quanto ao uso correto de plantas medicinais, o curso de Farmácia da Universidade Tiradentes realizou, na última segunda-feira, 07, a primeira ação voltada para os usuários atendidos na Unidade Básica de Saúde Roberto Paixão, do 17 de Março.

“A intenção da oficina foi falar um pouco do que é a planta medicinal, dos cuidados na coleta dessa planta, secagem e armazenamento. Este é um projeto contínuo pois também desenvolveremos outras oficinas com temáticas variadas envolvendo as plantas medicinais”, comenta a professora do curso de Farmácia, Adriana Karla de Lima.

“Os acadêmicos do curso também apresentaram informações básicas para evitar a contaminação das plantas medicinais, o que consequentemente pode causar um problema no uso terapêutico por não provocar o efeito desejado”, acrescenta.

A atividade faz parte das ações desenvolvidas nas disciplinas Práticas de Farmácia e Estágio de Fitoterapia. “Nós realizamos uma pesquisa com os usuários para a realização de um levantamento etnofarmacológico para saber quais as plantas mais utilizadas pelos usuários da UBS e que também servirá de base para quando a gente for implantar o horto de plantas medicinais aqui na UBS”, declara a docente Cinthia Meireles.

“Moro em um sítio e tenho diversas plantas medicinais em casa. Não sabia muito da importância e achei bom. Foi muito interessante porque descobri vários benefícios e agora passarei a ter um uso mais consciente”, garante a dona de casa, Rita Prata.

A previsão é que as oficinas sejam realizadas a cada 15 dias. “Para mim, a atividade agregou bastante conhecimento. Uma forma de aliar teoria e prática em um só momento. Nós ensinamos, mas aprendemos muito mais”, salienta Vyrna Andrade, estudante do 4º período do curso de Farmácia.

“Nós verificamos várias demandas dos usuários da Unidade Básico e este foi o resultado. O desenvolvimento dessas ações é fruto de um trabalho de pesquisa que visa beneficiar à população. Eles procuravam saber muito sobre a medicina alternativa. Quando souberam dessa novidade, eles ficaram bastante felizes”, assegura Bruna Nascimento, supervisora administrativa da UBS pela Unit.

Compartilhe: