V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Os cuidados com as dietas restritivas durante a pandemia

Para o nutricionista do Programa Mexa-se da Unit, Heriberto Anjos, é preciso cautela e uma orientação profissional para a melhoria da qualidade de vida.

às 13h00
Professor Heriberto Anjos chama atenção para as dietas restritivas
Professor Heriberto Anjos chama atenção para as dietas restritivas
Compartilhe:

A preocupação com a saúde, principalmente durante a pandemia do novo coronavírus, tem sido uma constante. Sabe-se que as doenças crônicas, como a obesidade, representam fatores de risco para a COVID-19. Mas o que fazer quando surgem os indesejáveis quilinhos extras? Muitas pessoas optam por dietas restritivas e sem orientação profissional. 

Para o nutricionista do Programa Mexa-se da Universidade Tiradentes, o professor Heriberto Anjos, é preciso bastante cautela. “É importante pensar em melhores escolhas alimentares e, com isso, diminuir o excesso de peso. As dietas restritivas não são aconselhadas neste momento de pandemia”, declara. 

“A imunidade se dá em virtude de ter um equilíbrio na alimentação, um equilíbrio de nutrientes, de forma quantitativa e qualitativa. As pessoas precisam ficar em casa, se cuidar e ter uma maior resistência imunológica por se tratar de uma pandemia causada por um vírus. Uma restrição alimentar pode interferir na imunidade”, acrescenta.

Pensando em oferecer orientações e consultas nutricionais, a Unit tem desenvolvido o Programa Mexa-se, projeto que visa a melhoria da qualidade de vida dos colaboradores da instituição de ensino. “As consultas on-line e o acompanhamento nutricional têm mostrado resultados positivos na mudança de hábito alimentar e na composição corporal dos colaboradores. A orientação serve justamente para ter um aporte de micronutrientes que são responsáveis pelo desencadeamento de processos metabólicos no sistema imunológico”, enfatiza.

“Entendemos que o momento não é de restrição alimentar, porém é um momento que pode e deve ser aproveitado para proporcionar uma mudança de hábito alimentar e, dessa forma, melhorar a qualidade de vida, que é o grande objetivo do programa”, complementa.

No ano passado, por exemplo, os colaboradores atendidos pelo Programa Mexa-se apresentaram redução de peso. “A maioria dos participantes apresentou sobrepeso como diagnóstico nutricional e receberam um plano alimentar, além de participar de diversas atividades realizadas pela equipe de Nutrição“, comenta Heriberto. 

Entre as iniciativas foram realizados desafios com os colaboradores, parcerias com lojas de produtos saudáveis e treinamentos com relação aos cuidados com a alimentação e escolha de alimentos. “Após as intervenções nutricionais, todos os colaboradores apresentaram redução de peso, o que denota o sucesso das intervenções realizadas pelo programa”, finaliza. 

Compartilhe: