V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Pacientes do Ninota Garcia realizam atividades no Parque da Sementeira

Crianças, em sua maioria com paralisia cerebral, realizam atividades lúdicas através do Projeto de Inclusão Social do curso de Fisioterapia

às 16h55
Alunos de Fisioterapia realizam projeto de Inclusão Social
Alunos de Fisioterapia realizam projeto de Inclusão Social
Compartilhe:
Alunos de Fisioterapia realizam projeto de Inclusão Social

Alunos de Fisioterapia realizam projeto de Inclusão Social

A areia da praia, a grama de um parque e o contato com outras pessoas são algumas estratégias, por exemplo, que contribuem no estímulo de diversas habilidades cognitivas da criança. Esta interação é justamente a proposta do Projeto de Inclusão Social, desenvolvido por alunos do 7º período do curso de Fisioterapia da Universidade Tiradentes com pacientes do Centro de Educação e Saúde Ninota Garcia.  Nesta sexta-feira, 4 de abril, crianças, em sua maioria com paralisia cerebral, vivenciaram uma experiência única no Parque Augusto Franco, mais conhecido como Parque da Sementeira, localizado no Bairro Jardins. As atividades lúdicas fizeram parte da programação e envolveram alunos, professores, pacientes e familiares.

“Para algumas mães, fisioterapia é levar apenas a criança para o ambulatório. Por isso, a cada semestre, levamos as crianças para um lugar diferente porque isso possibilita fazer fisioterapia”, explica a professora da disciplina ‘Saúde da Criança’ e responsável pelo projeto, Daniela Maia.

Segundo a docente, esta é a primeira vez que o projeto é desenvolvido no Parque. Este contato possibilita desenvolver diversas habilidades nas crianças. “Na natureza, por exemplo, existe o verde da grama e o azul do céu que geram informações visuais e motoras para a criança. Isso refletirá nos movimentos dela quando a mesma levanta a cabeça, quando dá um sorriso ou no querer mexer a mão para pegar a grama. Desta vez, também trouxemos diversos cachorrinhos para ver o contato dessa criança com os bichinhos”, conta a responsável pelo projeto.

Parque da Sementeira foi local escolhido para as atividades lúdicas

Crianças também participaram de atividades lúdicas

Itamara Santana já percebe a evolução do João Mateus Santana, de 1 ano e 10 meses. Há doze meses, ela frequenta o Centro e está satisfeita com o resultado. “Agora ele está bem melhor, mais esperto e evoluiu muito em um ano. Já sabe equilibrar a cabeça sozinho, consegue pegar alguns objetos e se sente mais estimulado”, afirma a mãe Itamara.

Apesar do pouco tempo frequentando a clínica, Maria de Fátima Lima também percebe a recuperação mais rápida do neto, Ricardo Manoel, de dez meses. Há 60 dias, Ricardo fez uma cirurgia no coração, devido a uma má formação do órgão. “Acho excelente o atendimento e a recuperação dele está sendo muito boa”, acredita dona Maria de Fátima, avó da criança.

O passeio proporciona não apenas a evolução do paciente, mas dá aos acadêmicos do curso a oportunidade de interagir com a comunidade e desenvolver as práticas da profissão. “É a primeira vez que tenho uma prática extensionista com crianças e está sendo muito divertido. Aproveitamos muito. Cada sorriso que ela dá é uma satisfação para mim”, explica o aluno do 7º período do curso, Leonardo Lacks Melo.

Professora Daniela Maia e Leonardo Lacks comemoram ação social

Prof. Daniela Maia e Leonardo Lacks comemoram projeto

O encontro foi encerrado com uma grande festa, com direito a frutas diversas, sucos, bolo e refrigerante.

Fotos: Marcelo Freitas

Compartilhe: