V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Paimi realiza festa junina para senhoras, encerrando atividades do semestre

A festa junina do Paimi representa uma das mais importantes programações na opinião das senhoras que integram o grupo da terceira idade da Unit.

às 14h30
Compartilhe:

A sala de dança da Universidade Tiradentes (Unit) foi cuidadosamente decorada para festejar os três santos juninos: Santo Antônio, São João e São Pedro. Bandeirolas coloridas, xadrez e chita. Na entrada, a mensagem: aqui até a tristeza pula de alegria. Foi assim que as 50 senhoras assistidas pelo Programa de Assistência Integral à Melhor Idade (Paimi) foram recebidas na última terça-feira, 14, para os festejos que também marcaram o encerramento das atividades do primeiro semestre.

Para a coordenadora do programa, Zulnara Mota, apesar dos dois anos de pausa das atividades presenciais, o Paimi retornou com tudo. “Costumo dizer que o Paimi é um antídoto para a depressão. E hoje em dia, a gente sabe que a depressão está aí não só nos idosos. Mas, o Paimi é essa explosão de alegria. O que me impressiona e me deixa feliz é que para elas isso aqui é o Paraíso.Já estou me sentindo com saudade porque vamos ter um recesso e só retornaremos em agosto, mas já planejando um agosto folclórico e trazendo tudo aquilo que o nosso folclore nos oferece”, diz.

Maria Pastora é uma das senhoras assistidas pelo Paimi. “Aqui eu encontrei uma família. Eu tenho uma filha com esquizofrenia e quem me dá a mão até por telefone é a professora Zulnara. Eu ligo para ela e digo ‘estou passando por isso e isso’ e ela não só dá carinho para a gente, mas para nossa família também. Ela e o Paimi são presentes de Deus na vida da gente”, conta emocionada.

Para Marluce Macedo e Ana Maria Sobral, a opinião é a mesma: “no Paimi vai embora depressão, vai embora problema, vai embora tudo de ruim. Aqui é só alegria. Quando estou no Paimi, eu só penso no que vivo aqui; é só alegria de brincar e de curtir, nas amizades que criamos”.

Extensão

Neste semestre, o Paimi teve o apoio e o envolvimento dos alunos de nutrição, por meio das atividades de extensão da Unit previstas para o curso. “O curso retomou os trabalhos voltados para a assistência nutricional das idosas de forma contínua, agora vinculados ao estágio em Nutrição Social, que dá essa estrutura para eles de atendimento nutricional e de acompanhamento. Foi detectado que as senhoras tiveram um aumento no consumo de determinados alimentos durante a pandemia. Então, diante desse quadro, traçamos alguns planos em termos de nutrição para esse semestre”, explica o coordenador operacional do curso de nutrição, professor Dr. Hugo Xavier.

Segundo a professora preceptora do estágio em Nutrição Social, Sandra Maia, a escuta ativa dos alunos da nutrição acontece para identificar questões a serem trabalhadas. “Eu e uma equipe de mais sete acadêmicos de nutrição do sétimo período desenvolvemos nas tardes das terças-feiras rodas de conversa baseadas em alimentação, mas sempre usando dicas, ouvindo as senhoras e trabalhando a questão da memória afetiva, sempre trabalhando o contexto da aproximação da alimentação, desmistificando algumas coisas, tornando a questão da alimentação, algo simples, prazeroso e interessante”, conclui.

 

Leia também: Programa de assistência a idosas é retomado na Unit após dois anos

Compartilhe: